Oração da Manhã
A+ / A-

Sábado, 13 de outubro de 2018

Isabel Figueiredo


Oração da Manhã - 13/10/2018
Oração da Manhã - 13/10/2018
Já se passaram vinte anos.
A capela continua linda, pequena, quase discreta, junto ao mar.
Ainda revejo aquele final de tarde, os amigos que iam chegando,
as crianças divertidas, o afinar das violas e das vozes.
De braço dado, a noiva sorria para todos,
como se estivesse surpreendida, como se a festa não fosse sua.
Os cravos brancos, tirados nessa manhã, do andor de Nossa Senhora,
pareciam tesouros, levados com todo o cuidado.
Lá dentro, uma certa penumbra, deixava ver outros sorrisos,
um noivo tranquilo, um altar limpo, branco. Tão branco como
a pequena imagem de Maria, poisada numa azinheira,
ali deixada por mãos amigas.
Já se passaram vinte anos.
Mas aquele dia continua impresso, marcado na memória
do coração, que não conhece o tempo.
Nesta manhã de sábado, eu Te peço, Jesus, por todos os casais
que encontram o Amor depois de tempestades e fracassos.
E não desistem de Te ter por perto…
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.