Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Comandante de pleno direito

01 out, 2018 • Opinião de Ribeiro Cristovão


A chegada do Sporting Clube de Braga ao topo da classificação e a possibilidade de por aí se manter durante algum tempo, é uma boa notícia para o futebol português.

O trabalho cuidado que vem sendo desenvolvido há alguns anos pelos responsáveis do Sporting de Braga, com António Salvador em primeiro plano, no sentido de tentar elevar o clube o mais próximo possível do nível já alcançado pelos três grandes, tem vindo a produzir frutos de forma progressiva e segura.

Nos últimos dez anos há notas importantes que é justo salientar por esta altura: Em 2008, o Sporting de Braga conquista a Taça Intertoto, permitindo assim que o nome do clube passasse a estar inscrito na lista dos vencedores de competições europeias;

Dois anos depois, na mais espectacular presença de sempre no Campeonato da primeira Liga, os minhotos cometem a proeza de alcançar o segundo lugar, o que lhe permitiu marcar presença na edição seguinte da Liga dos Campeões;

Em 2011, os arsenalistas alcançam a final da Liga Europa, que viriam a perder em Dublin frente a outra equipa portuguesa, no caso o Futebol Clube do Porto;

Vence a Taça da Liga na temporada de 2012/2013, e em Maio de 2016 arrebata no estádio Nacional a Taça de Portugal, vencendo o Futebol Clube do Porto no desempate das grandes penalidade, após o empate a duas bolas que se manteve durante 120 minutos.

Neste cacharolete de êxitos alcançados numa só década, pelo quase secular Sporting de Braga –tem actualmente 97 anos de vida -, está vertida a principal razão do percurso vitorioso cumprido até aqui.

Daí que a sua chegada, ontem, à liderança da actual classificação geral do nosso principal campeonato, constitua o indesmentível corolário do trabalho que foi iniciado e tem prosseguido pela mão do Presidente António Salvador.

Não parece, por isso, despiciendo que se possa projectar um grande futuro aos bracarenses, no prosseguimento de uma linha de trabalho sério, rigoroso e muito cuidado que continuará a lançar as bases que ajudem a alcançar patamares mais elevados.

A chegada do Sporting Clube de Braga ao topo da classificação e a possibilidade de por aí se manter durante algum tempo, é uma boa notícia para o futebol português, à qual nem os mais distraídos podem ficar indiferentes.

Artigos AnterioresRibeiro Cristovão
 

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel Vila Pouca
    01 out, 2018 Porto 19:52
    Ti Tone Ribeiro Cristóvão, vá lá, faça um esforço e antes de comentar assuntos do F.C.Porto, faça os trabalhos de casa. Sim, porque se o senhor fizesse, saberia as razões porque o Danilo não foi utilizado frente ao Tondela. É que já foram explicadas por Sérgio Conceição e são perfeitamente compreensíveis. Danilo esteve vários meses parado, fez três jogos numa semana, naturalmente, acusou o desgaste e como se aproximam jogos importantes, foi poupado... Não tem que agradecer