A+ / A-

Reunião em Belém durou uma hora. Não houve declarações

22 set, 2018 • Maria João Costa


Os taxistas informaram que iriam primeiro falar sobre o desfecho desta audiência aos colegas de protesto concentrados na praça dos Restauradores em Lisboa.

Chegaram e saíram de táxi do Palácio de Belém. O grupo organizador do protesto dos taxistas foi este sábado recebido pelo chefe da Casa Civil da Presidência da República, um encontro que não estava previsto e ao qual chegaram com escolta policial.

A reunião estava prevista apenas para segunda-feira e foi antecipada. Foram cerca de 45 minutos em que os taxistas foram recebidos pelo número dois da presidência, Fernando Furtuoso Melo. Marcelo não esteve presente. O Presidente da República parte segunda-feira para Nova Iorque.

No final do encontro não houve declarações aos jornalistas. Os taxistas informaram que iriam primeiro falar sobre o desfecho desta audiência aos colegas de protesto concentrados na praça dos Restauradores em Lisboa.

Afirmaram aos jornalistas que “já sabiam que não seria em Belém que iriam resolver o problema”.

Os taxistas estão em protesto há quatro dias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.