A+ / A-
Crise do Sporting

"Neste momento, o presidente do Sporting chama-se Bruno de Carvalho"

17 ago, 2018


Segundo o próprio, a providência cautelar anula a destituição do dia 23 de junho, e Bruno de Carvalho espera voltar a assumir a presidência já nos próximos dias.

Bruno de Carvalho confirmou, esta quinta-feira, que a providência cautelar emitida pelos tribunais anula a assembleia geral que destituiu o presidente no dia 23 de junho.

Em declarações à imprensa, o ex-presidente confirma que a atual direção do Sporting "nada pode fazer a não ser receber-nos como presidente do clube e da SAD".

"Apresentamo-nos aqui para retomar as nossas funções e faremos o que a lei nos coloca ao alcance para tal", adicionou.

O presidente destituído do Sporting admite ainda que "não tem problemas" em apresentar-se em eleições. Bruno de Carvalho admite também que Jaime Marta Soares foi notificado do despacho do tribunal no dia 1 de agosto.

Bruno de Carvalho esclareceu as inconformidades que invalidaram a AG de 23 de junho: "A ata da assembleia ainda não foi feita. A certificação notarial da votação só foi feita dias depois, apesar do notário ter estado presente na assembleia".

O presidente destituído dos leões acusou ainda a Comissão de Gestão de falta de coragem para o receber esta sexta-feira:

"Não somos desertores, aguentamos firmes. Fomos recebidos pelo departamento jurídico do Sporting e houve pessoas da Comissão de Gestão que estiveram presentes nas instalações mas não tiveram coragem de nos receber. Espero voltar a trabalhar dentro dia dias como legítimo presidente da SAD e clube.

[Atualizado às 15h27]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • JOSÉ MADEIRA
    18 ago, 2018 SEIXAL 11:28
    O SR. BRUNO DE CARVALHO DEVIA TER VERGONHA E DEIXAR O SPORT DE VEZ , EM PAZ. AINDA NÃO VIU QUE NINGUEM O QUER, NO SPORT,É UM TRISTE ELE E AQUELES QUE O ACOMPANHAM,OS MINHARES DE EUROS QUE TIRAVA DOS COFRES ,JÁ FORAM,AGORA TENTE NOUTRO LADO,PORQUE NO SPORT,JÁ ERA.
  • João Lopes
    17 ago, 2018 Viseu 18:04
    Alguém defendia , que era necessário dizer a Bruno de Carvalho: «porque não te calas»? E dizia mais: «talvez se justifique uma inspeção aos bens e haveres desse senhor e, se é verdade ou não, que ele fez fortuna enquanto esteve na presidência do Sporting...e por isso quer voltar...