|
Fernando Medina-João Taborda da Gama
O presidente da Câmara de Lisboa e um professor universitário (especialista em direito fiscal) a viver na capital olham para os principais temas da atualidade. Às terças e quintas, às 9h15
A+ / A-
Arquivo
Fernando Medina e João Taborda da Gama - Ana Gomes a caminho de Belém - 23/01/2020
Fernando Medina e João Taborda da Gama - Ana Gomes a caminho de Belém - 23/01/2020

​J. Taborda da Gama

Presidenciais 2021. Ana Gomes e André Ventura serão "dois bulldogs na campanha"

23 jan, 2020 • Miguel Coelho , Cristina Nascimento


Comentadores da Renascença analisam ainda o estudo sobre corrupção. Fernando Medina defende fim dos megaprocessos, mais recursos para a Judiciária e fim do financiamento partidário privado.

O comentador da Renascença João Taborda da Gama acredita que Ana Gomes e André Ventura vão avançar com uma candidatura às presidenciais em 2021.

“Marcelo Rebelo de Sousa vai ter estes dois bulldogs de esquerda e de direita na campanha. Vamos ver o que faz o Partido Socialista e o que faz a esquerda”, diz o professor universitário.

“Ana Gomes vem crescendo na sua posição pública pela transparência e por causas, desde sempre, mas muito agora ligadas às questões da corrupção. Muitas vezes também é preciso sorte e ‘timing’ e o vento está agora de feição”, acrescenta Taborda da Gama.

A ideia de uma eventual candidatura de Ana Gomes à Presidência da República foi lançada na Renascença por Francisco Assis. “Acho que não há personalidade em melhores condições do que Ana Gomes para ser candidata à Presidência da República”, disse Assis.

Já o socialista Fernando Medina preferiu remeter para outra ocasião o que pensa sobre o assunto. “A seu tempo falaremos sobre eleições presidenciais”, afirmou.

Os dois comentadores da Renascença analisaram ainda o estudo sobre perceção de corrupção. O documento refere que Portugal que perdeu pontos neste indicador.

Sobre esta matéria, Fernando Medina defendeu o fim do financiamento partidário privado. Medina sugere também que se acabem com os megaprocessos e que a Polícia Judiciária seja dotada de mais meios.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.