Tempo
|
Casa Comum
A política nacional e europeia em debate à quarta-feira às 13h05 e às 23h20
A+ / A-
Arquivo
O que falhou no caso dos refugiados ucranianos?
O que falhou no caso dos refugiados ucranianos?

​Casa Comum

O que falhou no caso dos refugiados ucranianos?

11 mai, 2022


O socialista Porfírio Silva e o social-democrata Nuno Carvalho são os convidados do Casa Comum desta semana.

O caso do acolhimento de refugiados ucranianos, a guerra na Ucrânia, o agravamento da pandemia de Covid-19 e a limitação do preço do gás para descer a eletricidade foram temas em análise no Casa Comum desta semana. Os convidados são o socialista Porfírio Silva e o social-democrata Nuno Carvalho.

É preciso não diabolizar os russos que vivem em Portugal, defende o deputado socialista Porfírio Silva.

O parlamentar considera que o caso do acolhimento dos refugiados ucranianos em Setúbal tem de ser investigado e esclarecido, mas há uma barreira que não pode ser ultrapassada.

Nuno Carvalho, deputado do PSD e membro da assembleia municipal de Setúbal, diz que nesta história do acolhimento a refugiados falta ouvir Catarina Marcelino, antiga secretária de Estado da Cidadania e Igualdade que atualmente está à frente do Instituto de Segurança Social.

Perante a aproximação de uma sexta vaga de Covid-19 e com o número de casos a crescer, fará sentido voltar a ter testes gratuitos e máscaras de novo num conjunto de zonas mais alargado? O socialista Porfírio Silva responde que “não”.

O social-democrata Nuno Carvalho também considera que não se deve dar passos atrás.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.