A+ / A-

Domingo, 16 de junho de 2019

Isabel Figueiredo


Bom dia. Na agitação dos dias, nem sempre é fácil encontrar um tempo para meditar, para pedir ou agradecer o que nos vai na alma. Mas são tantos os que rezam dentro do carro, parados no trânsito; são tantos os que se encontram com Deus num passeio à beira rio, numa caminhada por montes e vales; são tantos os que reconhecem a sua condição de crentes, a visitar doentes, a levar comida a quem dorme na rua, a brincar com crianças, que vivem ao lado de prisões. É na agitação dos dias, que Deus pede a nossa presença…

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.