Conselho de Directores
Debate com Graça Franco, da Renascença, Henrique Monteiro e Pedro Santos Guerreiro, do Expresso. Quinta às 19h30
A+ / A-
Arquivo
Conselho de Diretores - A ginástica de Costa - 10/10/2019
Conselho de Diretores - A ginástica de Costa - 10/10/2019

​Conselho de Diretores

António Costa obrigado a fazer “grande ginástica negocial”

10 out, 2019


A vitória do PS sem maioria nas eleições legislativas e o pedido de estabilidade do primeiro-ministro indigitado, António Costa, esteve em análise no Conselho de Diretores desta semana, com Graça Franco, Pedro Santos Guerreiro e Henrique Monteiro.

A vitória do PS sem maioria nas eleições legislativas, o pedido de estabilidade do primeiro-ministro indigitado, António Costa, e a disputa interna no PSD estiveram em análise no Conselho de Diretores desta semana, com Graça Franco, Pedro Santos Guerreiro e Henrique Monteiro.

Graça Franco considera que, com um Governo minoritário, haverá estabilidade nos próximo dois anos, mas os problemas começarão quando a economia começar a dar sinais de crise e com a aproximação de eleições.

Henrique Monteiro defende que o PS tem mais estabilidade se não fizer acordo nenhum com a esquerda, porque “basta-lhe sempre a abstenção do PS ou do BE para ganhar tudo no Parlamento”.

António Costa iniciou negociações com os partidos de esquerda, mas para o antigo diretor do “Expresso”, “já não precisa destes parceiros para nada, são um empecilho”.

Pedro Santos Guerreiro considera que a estabilidade do futuro Governo “é muito mais precária, é quase ponto a ponto. Exige uma grande ginástica negocial em que o primeiro-ministro tem manifestado bastantes valências”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.