Tempo
|
A+ / A-

Desconfinamento

Dez concelhos não avançam no desconfinamento

17 jun, 2021 - 16:16 • Redação

Do lado oposto, os concelhos de Alcanena, Paredes de Coura, Santarém e Vale de Cambra recuperaram as suas taxas de incidência e acompanham a maioria do país no plano de desconfinamento.

A+ / A-

Veja também:


Dez concelhos não avançam no desconfinamento, anunciou esta quinta-feira a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, no final do conselho de ministros.

Sesimbra, Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã e Sintra são os concelhos em causa.

A grande medida anunciada pelo Governo é a proibição de circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa, durante o fim-de-semana. A medida entre em vigor já a partir das 15h30 de sexta-feira, dia 18 de junho.

O concelho de Sesimbra está na zona vermelha e não acompanha o desconfinamento, que pela segunda semana consecutiva teve mais de 240 mil casos de Covid por 100 mil habitantes.

Sesimbra fica com regras de maior restrição, nomeadamente o encerramento da restauração e do estabelecimentos às 15h30 durante o fim de semana, adiantou a ministra da Presidência.

Outros nove concelhos também fazem pausa no desconfinamento, por terem mais de 120 casos por 100 mil habitantes. Os concelhos de Albufeira, Arruda dos Vinhos, Braga, Cascais, Lisboa, Loulé, Odemira, Sertã e Sintra "encontram-se na fase em que estávamos antes desta nova fase de desconfinamento".

Nestes concelhos, o encerramento dos restaurantes e cafés fica fixo às 22h30, e mantêm-se as "restrições no que diz respeito à assistência de atividades desportivas ou maiores restrições no setor dos transportes", disse Mariana Vieira da Silva.

Em situação de alerta e em risco de abrandar no desconfinamento estão 20 concelhos: Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Seixal, Setúbal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

Do lado oposto, os concelhos de Alcanena, Paredes de Coura, Santarém e Vale de Cambra recuperaram as suas taxas de incidência e acompanham a maioria do país no plano de desconfinamento.

[Notícia atualizada às 16h27]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+