Tempo
|
A+ / A-

Netanyahu deixa de ser primeiro-ministro de Israel

13 jun, 2021 - 19:15 • Redação

Esteve 12 anos no poder. É substituído por coligação liderada por Naftali Bennett, considerado um “ultranacionalista".

A+ / A-

O Parlamento israelita aprovou este domingo um novo Governo.

Benjamin Netanyahu, que foi primeiro-ministro do país durante 12 anos, vai ser substituído como chefe de executivo por Naftali Bennett

Bennett, considerado um “ultranacionalista”, vai liderar uma coligação de oito partidos.

A coabitação deve ser difícil. O partido do novo primeiro-ministro, o Yamina, tem apenas 6 dos 120 lugares do Parlamento.

Dos 119 deputados presentes (de um parlamento de 120), 60 votaram a favor da nova coligação, que integra partidos que vão desde a direita à esquerda, incluindo o apoio de um partido árabe.

Cinquenta e nove deputados, a maioria do partido Likud de Netanyahu e de partidos de extrema-direita e ultraortodoxos, opuseram-se a esta nova solução governativa para Israel.

[em atualização]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+