Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Cinco estabelecimentos encerrados em Albufeira por incumprimento de normas

11 jun, 2021 - 17:35 • Lusa

GNR detetou estabelecimentos a violar o horário de funcionamento e as regras de "ocupação, permanência, distanciamento físico e uso de máscara".

A+ / A-

A Guarda Nacional Republicana (GNR) encerrou, na quarta-feira, cinco estabelecimentos comerciais no concelho de Albufeira, distrito de Faro, por incumprimento das regras para conter a pandemia de covid-19, foi hoje divulgado.

Em comunicado, a GNR especificou que, no decurso de uma ação de fiscalização, foram detetados em dois estabelecimentos incumprimentos na "ocupação, permanência, distanciamento físico e uso de máscara".

Outros três encontravam-se em funcionamento "após o horário permitido (22h30)", adiantou aquela força de segurança.

Os cinco estabelecimentos foram encerrados pelos militares, tendo sido elaborados os respetivos autos de contraordenação.

A GNR encerrou oito estabelecimentos no espaço de uma semana no concelho de Albufeira, por incumprimento das medidas em vigor no âmbito da pandemia da covid-19.

No dia 7 de junho foram encerrados três espaços comerciais, um dos quais um restaurante promotor de uma festa que tinha 200 pessoas num recinto exterior.

No mesmo dia, a GNR detetou em incumprimento dois espaços comerciais do tipo "snack bar", um por estar a laborar após o horário permitido (22:30) e o outro por ter "dezenas de clientes a dançar, sem distanciamento físico, máscara ou qualquer cumprimento das normas".

Em Portugal, morreram 17.044 pessoas dos 855.951 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+