Tempo
|
A+ / A-

Vaticano

Papa nomeia inglês para suceder ao Cardeal Sarah

27 mai, 2021 - 19:59

O bispo Arthur Roche já era o número dois na Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, onde era conhecido por ter posições mais moderadas que o seu antecessor.

A+ / A-

O Papa Francisco nomeou esta quinta-feira o arcebispo inglês Arthur Roche para suceder ao Cardeal Robert Sarah à frente da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos.

Roche, que era bispo de Leeds antes de ser chamado para o Vaticano, já trabalhava como número dois do cardeal Sarah naquela Congregação e tem larga experiência de colaboração com o Papa. A relação do Papa com Roche, que é visto como mais moderado que Sarah, era boa, segundo a imprensa católica inglesa.

Enquanto prefeito da Congregação o arcebispo ficará responsável pela pasta da liturgia, um assunto que tem provado ser polémico na vida da Igreja ao longo dos últimos anos, com divisões entre grupos tradicionalistas, que defendem um regresso ao rito antigo, usado antes do Concílio Vaticano II, ou pelo menos uma “reforma da reforma”, como chegou a ser sugerido por Bento XVI durante o seu pontificado, e elementos mais moderados ou liberais em questões litúrgicas.

Embora nunca tenha posto em causa a posição e a ortodoxia do Papa, como se tornou comum entre elementos tradicionalistas mais radicais, o cardeal Sarah e Francisco chocaram em mais do que uma ocasião e o pontífice chegou mesmo a corrigi-lo publicamente.

Com a promoção a prefeito da Congregação, espera-se que Roche, que tem 71 anos, seja nomeado cardeal num consistório próximo, elevando o número de cardeais a três, dois dos quais ainda têm idade para votar num consistório.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+