Tempo
|
Autárquicas 2021
38,25%
79Câmaras
17,19%
39Câmaras
13,76%
18Câmaras
5,95%
9Câmaras
5,15%
10Câmaras
3,29%
0Câmaras
2,03%
1Câmaras
1,45%
0Câmaras
0,44%
0Câmaras
8,43%
6Câmaras
  • Freguesias apuradas: 2373 de 3092
  • Abstenção: 40,37%
  • Votos Nulos: 1,65%
  • Votos em Branco: 2,42%

A+ / A-

Morreu o Patriarca dos arménios católicos

25 mai, 2021 - 21:16 • Filipe d'Avillez

Gregório Pedro XX tinha 86 anos e liderava a Igreja Arménia Católica desde 2015. O seu sucessor será agora escolhido pelo sínodo da Igreja Arménia.

A+ / A-

Morreu esta terça-feira o patriarca da Cilícia dos arménios católicos, após vários meses de doença.

A informação foi confirmada pela página oficial da Igreja e avançada também pela Vatican News, o portal de notícias da Santa Sé.

Sua Beatitude Gregório Pedro XX Ghabroyan, patriarca da Cilícia dos arménios católicos, liderava aquela igreja desde a sua eleição, a 25 de julho de 2015.

A Igreja Católica Arménia representa todos os cristãos arménios que se encontram em comunhão com Roma. A Arménia foi o primeiro país do mundo a declarar o Cristianismo religião do Estado, no Século IV. Embora a esmagadora maioria dos arménios que ainda vivem no país pertençam à Igreja Apostólica da Arménia, que é ortodoxa oriental, há uma pequena minoria no país e um número significativo na diáspora que pertence à Igreja Arménia Católica, que segue o rito litúrgico e teologia e espiritualidade arménias, mas está em união com o Papa.

Os fiéis da Igreja Arménia Católica encontram-se espalhados por vários países, incluindo estados ocidentais, mas também no Líbano, Síria e Iraque. O seu número é alvo de disputa, mas pode chegar às várias centenas de milhar.

O patriarca Gregório Pedro (Krikor Bedros, em arménio) que morreu esta terça-feira tinha 86 anos. Nasceu em Alepo, na Síria, a 14 de novembro de 1934 e fez os seus estudos no mosteiro que alberga a sede do Patriarcado, em Beirute, completando-os posteriormente em Roma, na Universidade Gregoriana.

Ordenado padre em 1959 foi elevado a bispo, responsável pelos católicos de rito arménio em Paris, em 1977.

Foi eleito patriarca dos arménios católicos em 2015 pelo sínodo daquela Igreja e entronizado a 9 de agosto desse mesmo ano, no Líbano, onde residia.

O sínodo terá de se reunir novamente para eleger o seu sucessor. Segundo a tradição da Igreja, após a sua eleição o novo patriarca enviará uma carta a Roma pedindo ao Papa que confirme a comunhão entre as duas igrejas autónomas.

A Igreja Católica é composta pela Igreja de rito latino, predominante no mundo e nos países ocidentais, como em Portugal, mas também por cerca de duas dúzias de igrejas autónomas de rito oriental que estão em comunhão com Roma. Algumas destas igrejas são muito pequenas, mas outras contam milhões de fiéis, como é o caso da Igreja Greco-Católica da Ucrânia, ou a Igreja Siro-Malabar, na Índia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+