Tempo
|
A+ / A-

Médio Oriente

Violência aumenta na Terra Santa com Israel e Hamas a trocar acusações e mísseis

11 mai, 2021 - 20:19 • Lusa

O número de mortos neste mais recente conflito entre israelitas e palestinianos continua a aumentar. Pelo menos 30 pessoas já morreram, a maioria palestinianos.

A+ / A-

A violência entre israelitas e palestinianos continua a aumentar na Terra Santa, com ambos os lados a disparar mais projéteis contra alvos em território inimigo.

Israel acusou o Hamas de ter ultrapassado uma “linha vermelha” ao atacar pela primeira vez a cidade de Jerusalém e em resposta destruiu um edifício de 13 andares em Gaza, que é dominada por aquele grupo palestiniano.

A torre foi destruída por um ataque aéreo, mais de uma hora depois de os residentes terem sido avisados para a abandonar.

O Hamas já lançou centenas de rockets contra cidades israelitas, com a maioria a atingir Tel Aviv e localidades próximas. Dois israelitas morreram durante estes ataques, mas o número de vítimas do lado palestiniano é largamente superior e terá já chegado aos 28.

A comunidade internacional tem insistido com pedidos para que a violência cesse, mas neste momento nenhuma das partes parece pronta a travar os seus militares, com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a dizer que Gaza vai ser atingida “de formas inesperadas”.

A violência na Terra Santa tem estado a subir de tom ao longo dos últimos dias depois de conflitos na esplanada das mesquitas, em Jerusalém, terem provocado vários feridos e levado as forças de segurança israelitas a disparar granadas de gás lacrimogéneo para dentro da mesquita de Al-Aqsa, considerada a terceira mais sagrada do Islão.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernando Manuel Soares Loja
    12 mai, 2021 Lisboa 22:19
    Salvo o devido respeito o título do artigo não é rigoroso e leva o leitor a uma conclusão errada. A violência não aumenta entre Israel e o Hamas. O que aconteceu foi que os árabes que vivem em Gaza há dias que não páram de atacar a população civil israelita com rockets que já causaram mortos e só não morreram mais civis (incluindo crianças) porque Israle tem um sistema defensivo eficaz. A violência é dos árabes contra os israelitas, não dos israelitas contra os árabes.

Destaques V+