Tempo
|
A+ / A-

Efacec

Governo chumba metade das propostas à compra da Efacec

06 mai, 2021 - 17:53 • Filipe d'Avillez

O ministro Siza Vieira explicou, em conferência de imprensa, que cinco das dez propostas que o Governo recebeu não cumpriam os critérios de admissibilidade. Outras cinco propostas passam à fase seguinte.

A+ / A-

O Governo chumbou cinco das dez propostas de compra de 71,73% das ações da empresa Efacec.

Em conferência de imprensa esta quinta-feira à tarde o ministro do Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira, explicou que cinco das propostas que o Governo recebeu não cumpriam os critérios de admissibilidade.

“Cinco propostas não cumpriam pelo menos um dos critérios de avaliação das propostas que estavam definidos, o mínimo necessário para serem positivamente avaliadas em função de qualquer desses critérios”, explicou.

Entre as que passaram à fase seguinte encontram-se duas portuguesas e três estrangeiras. De Portugal são a DST e a Sing – Investimentos Globais. De Espanha passou a Iberdrola, do Egito a Elsewedy e da China o Chint Group.

O ministro explicou que são todas “empresas industriais” e “investidores estratégicos”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+