Tempo
|
A+ / A-

Foguetão chinês descontrolado pode atingir zonas habitadas quando chegar à Terra

04 mai, 2021 - 19:37 • Redação

Um especialista acusa a China de negligência e irresponsabilidade por permitir que a sua nave entre de forma descontrolada na atmosfera. Um incidente semelhante em 2020 provocou danos materiais em edifícios na Costa do Marfim.

A+ / A-

Um foguetão chinês desgovernado está prestes a reentrar na atmosfera terrestre e existem possibilidades de a estrutura resistir e acabar por embater em zonas habitadas.

Especialistas acusam a China de negligência por permitir que o foguetão “Grande Marcha” reentre na atmosfera sem que se saiba o que irá acontecer aos resquícios.

Estatisticamente o mais provável é que os detritos atinjam o mar, uma vez que este ocupa mais de 70% da superfície do planeta, mas uma situação semelhante em 2020, também causada por um foguetão Grande Marcha 5b chinês, causou danos em vários edifícios na Costa do Marfim.

“A maior parte ardeu, mas houve peças gigantes de metal que atingiram a superfície. Foi uma sorte ninguém se ter magoado”, diz Jonathan McDowell, do Centro de Astrofísica da Universidade de Harvard, que acusa as autoridades da China de “irresponsabilidade”.

“É muito negligente da parte da China. Quando temos coisas que pesam mais de dez toneladas, não as deixamos cair do céu de forma descontrolada, deliberadamente”, afirma, em declarações citadas pelo jornal britânico “Guardian”.

O foguetão em causa foi usado para transportar peças para o centro espacial Tianhe que a China está a construir e que deve estar finalizado em 2022.

Esta terça-feira o foguetão estava a orbitar a Terra a cerca de 27.600 quilómetros por hora, a uma altitude de mais de 300 quilómetros. As atuais previsões apontam para uma reentrada na atmosfera terrestre por volta do dia 10 de maio, com uma margem de erro de dois dias. O local de aterragem dos detritos, se os houver, é impossível de prever nesta altura, uma vez que a própria rota do foguetão pode sofrer alterações, mas a partir do momento em que entra em órbita deverá ser possível de calcular o ponto de impacto.

A rota atual do foguetão pode ser acompanhada online, aqui.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+