Tempo
|
A+ / A-

Ator português José Pimentão entra na série "1899" da Netflix

03 mai, 2021 - 18:46 • Lusa

Série dos mesmos criadores de "Dark" acompanha um grupo de imigrantes da Europa que se junta numa viagem de navio, rodeada de mistério, rumo a Nova Iorque, na viragem para o século XX.

A+ / A-

O ator português José Pimentão integra o elenco da série de ficção "1899", de Jantje Friese e Baran bo Odar, os mesmos criadores da série "Dark", da produtora Netflix.

A plataforma de streaming divulgou hoje a primeira imagem da série, com o elenco, do qual faz parte o ator português José Pimentão, que faz a estreia internacional, numa produção estrangeira que está em rodagem na Alemanha.

Segundo a publicação Hollywood Reporter, "1899" é uma série de ficção, situada na viragem para o século XX, e que acompanha um grupo de imigrantes da Europa que se junta numa viagem de navio, rodeada de mistério, rumo a Nova Iorque.

Com oito episódios e atualmente em produção nos estúdios Babelsberg, perto de Berlim, a série é apresentada como um drama de mistério no qual os atores irão falar na língua nativa.

Além de José Pimentão, o elenco revelado inclui mais de uma dezena de atores de várias nacionalidades, entre os quais o alemão Andreas Pietschmann (um dos protagonistas de "Dark"), a inglesa Emily Beecham, o dinamarquês Lucas Lynggaard Tonnesen, o franco-camaronês Yann Gael e o espanhol Miguel Bernardeau.

"1899" é a nova produção que junta o realizador suíço Baran bo Odar ao argumentista e produtor alemão Jantje Friese, depois de terem assinado juntos a série de ficção alemão, de mistério e sobrenatural, "Dark", desdobrada em três temporadas, entre 2017 e 2020, para a Netflix.

José Pimentão, músico e ator, passou pela Escola de Atores e trabalha em representação há menos de uma década em teatro, cinema e televisão.

Em teatro, José Pimentão entrou, por exemplo, em "Cimbelino", encenado em 2016 por António Pires, "Tio João", encenado por João Garcia Miguel em 2018, e "Um número", de André Murraças em 2019.

Em ficção televisiva, participou em "Filha da lei", "Teorias da conspiração" e "Solteira e boa rapariga", todas para a RTP, e "Valor da vida", para a TVI.

No cinema, José Pimentão trabalhou, entre outros, com Bernardo Lopes e Vicente Alves do Ó, nomeadamente em "Amadeo", ainda inédito em sala.

Outros atores portugueses já marcaram presença em produções de ficção anteriormente produzidas ou distribuídas pela Netflix, como Albano Jerónimo e Miguel Amorim na série "The One", Alba Baptista e Joaquim de Almeida na série "Warrior Nun", Pêpê Rapazote na série "Narcos", Nuno Lopes e Rafael Morais em "White Lines", Diogo Morgado no filme brasileiro "O matador", e Lídia Franco no filme "6 Underground", de Michael Bay.

O ator português Dinarte de Freitas teve uma breve participação na abertura de um episódio da terceira temporada da série "Stranger Things", produzida pela Netflix.

Este ano deverá estrear-se a primeira série portuguesa produzida para aquela plataforma de 'streaming', intitulada "Glória", com realização de Tiago Guedes, ainda sem data confirmada de exibição.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+