Tempo
|
A+ / A-

Artes plásticas

Ovar retoma cultura com exposição de trabalhos inspirados na pandemia

01 mai, 2021 - 14:26 • Maria João Costa , Marta Grosso

Manuela Pimentel diz à Renascença sentir um grande privilégio nesta mostra que vai estar patente até junho na primeira cidade a receber uma cerca sanitária por causa da Covid-19.

A+ / A-

Abre neste sábado ao público, em Ovar, a exposição “(À) Margem, de Certa Maneira”, uma mostra que reúne trabalhos inspirados pelos tempos de pandemia. A primeira cidade a receber uma cerca sanitária, há um ano, retoma agora a atividade cultural.

“Eu sinto um prazer gigante pelo facto também de não estar a acontecer nada há tanto tempo e acontece isto na cidade de Ovar”, afirma a artista Manuela Pimentel, mostrando-se satisfeita por levar as obras àquela região.

“Estes novos trabalhos falam muito do que foi isto para mim – a questão da morte, da higiene, da liberdade, de tantos temas que nos foram condicionados e nos fizeram pensar a vida de outra forma. E tenho neste momento o privilégio de mostrar os trabalhos culminados exatamente neste ponto em que as coisas começam a abrir, a voltar à normalidade”, diz à Renascença.

A nova exposição de Manuela Pimentel está patente no Centro de Arte de Ovar até ao final de junho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+