Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Al-Qaeda promete "guerra em todas as frentes" contra os EUA

30 abr, 2021 - 09:04 • Sofia Freitas Moreira com agências

Numa rara entrevista exclusiva, um membro do grupo terrorista diz que "a guerra contra os EUA continuará em todas as outras frentes, a menos que sejam expulsos do resto do mundo islâmico". Biden vai retirar as tropas do Afeganistão

A+ / A-

A "guerra contra o terrorismo" americana está prestes a entrar numa nova fase, numa altura em que o Presidente norte-americano, Joe Biden, se prepara para retirar todas as forças norte-americanas do Afeganistão até ao 20.º aniversário a 11 de setembro deste ano, mas agora a Al-Qaeda afirma que a sua guerra com a América está longe de ter terminado.

Numa entrevista exclusiva com a CNN, realizada através de intermediários, um membro do grupo terrorista diz que "a guerra contra os EUA continuará em todas as outras frentes, a menos que sejam expulsos do resto do mundo islâmico".

O próximo fim de semana marca o décimo aniversário desde que Osama Bin Laden, o cérebro dos ataques do 11 de Setembro de 2001 contra os Estados Unidos, foi morto pelas forças de operações especiais Seal Team 6, dentro do seu complexo, na cidade de Abbottabad, no colégio militar paquistanês.

O seu nome e o da sua rede terrorista veio definir uma era de reação e retaliação por parte dos EUA, anulando qualquer política antiterrorista anterior.

No passado, a Al-Qaeda raramente respondeu a perguntas, optando em vez disso por se esconder por trás da sua própria propaganda. Não é claro porque é que o grupo optou por fazê-lo agora.

O analista de terrorismo Paul Cruickshank, editor-chefe do CTC Sentinel de West Point, que reviu as respostas da Al-Qaeda, diz que é possível que "se sintam animados pela decisão da administração Biden de retirar tropas do Afeganistão, mas também podem estar a tentar desviar a atenção das muitas perdas recentes".

Na sua resposta à CNN, o porta-voz da Al-Qaeda amontoa elogios aos talibãs por manterem viva a luta contra a América. "Graças aos afegãos, pela proteção dos camaradas de luta, muitas dessas frentes jihadi têm vindo a operar com sucesso em diferentes partes do mundo islâmico há muito tempo."

Até ao 11 de Setembro deste ano, a guerra mais longa da América que visava neutralizar o grupo terrorista terminará formalmente, com Biden a declarar: "Bin Laden está morto e a Al-Qaeda está degradada, no Afeganistão. E é tempo de acabar com a guerra para sempre".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+