Tempo
|
A+ / A-

Covid-19: "Os números estão hoje melhores", mas Governo seguirá os especialistas

22 abr, 2021 - 18:58 • Redação

“Nós seguiremos aquilo que os especialistas nos recomendarem e em função das necessidades que tivermos na próxima quinzena", disse a ministra Mariana Vieira da Silva, no final do conselho de ministros desta quinta-feira.

A+ / A-

Veja também:


O Governo admite que os números da pandemia estão melhores, mas remete para a próxima semana uma nova avaliação sobre a renovação ou não do estado de emergência e das medidas de desconfinamento.

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, falava no final do conselho de ministros desta quinta-feira, que decorreu no Palácio Nacional de Mafra.

Numa reação à entrevista de Ferro Rodrigues ao programa Hora da Verdade, da Renascença e Jornal “Público”, em que o presidente da Assembleia da República admitiu o prolongamento por mais duas semanas do estado de emergência, a ministra disse que o Governo seguirá os especialistas.

“Nós seguiremos aquilo que os especialistas nos recomendarem e em função das necessidades que tivermos na próxima quinzena. Os números estão hoje melhores do que quando definimos as medidas, essa avaliação é feita quinzenalmente e é isso que faremos na próxima semana”, declarou Mariana Vieira da Silva.

O presidente da Assembleia da República admite que o estado de emergência pode ser prolongado por mais duas semanas em maio. A hipótese foi admitida na entrevista ao programa Hora da Verdade, da Renascença e do jornal “Público”.

“Estamos todos a trabalhar para tudo corra bem nestes 15 dias, mas temos sempre que prevenir e temos sempre que, além de desconfinar, desconfiar de que as coisas podem não correr exatamente como nós queremos”, afirmou Ferro Rodrigues, reconhecendo que as pessoas estão saturadas do estado de emergência.

Portugal regista esta quinta-feira mais quatro mortes e 636 novos casos de Covid-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). É o segundo dia consecutivo com mais de 600 novas infeções pelo novo coronavírus.

O índice de transmissibilidade R(t) mantém-se nos 0,98 a nível nacional e nos 0,99 no Continente.

A taxa de incidência também também não sofre alterações em relação ao boletim anterior: 72,7 casos de infeção por SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes no conjunto do território nacional e de 68,9 casos em Portugal continental.

Evolução da Covid-19 em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+