Tempo
|
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Suspensão de Rúben Amorim. Sporting acusa Conselho de Disciplina de "desprezar a verdade dos factos"

21 abr, 2021 - 15:59 • Redação

Em causa está o castigo de 15 dias a Rúben Amorim depois de palavras proferidas ao árbitro Rui Costa após o empate com o Famalicão.

A+ / A-

O Sporting confirma, em comunicado, que o Conselho de Disciplina rejeitou o recurso do clube leonino em relação ao castigo da suspensão de 15 dias do treinador Rúben Amorim, por declarações após o jogo com o Famalicão, em Alvalade.

O clube leonino diz que a rejeição do recurso resulta do "desprezo pela verdade dos factos".

O Sporting esclarece, em vários pontos, que o treinador "não utilizou as palavras que lhe são imputadas no relatório do árbitro e, sobretudo, não as dirigiu à equipa de arbitragem". Em causa está o treinador ter dito "conseguiste o que querias" ao árbitro Rui Costa, depois do empate com o Famalicão.

"O elemento da equipa de arbitragem que o ouviu e entendeu dar indicação de expulsão encontrava-se de costas, conforme registos em vídeo que o comprovam", adiciona ainda o comunicado.

O Sporting explica que pediu, no recurso, a inquirição como testemunhas de Rui Costa (árbitro principal), Nuno Manso (árbitro assistente n.º 1) e João Malheiro Pinto (4.º árbitro), bem como a junção aos autos da gravação registada pelo sistema de comunicação da equipa de arbitragem no momento da expulsão do treinador.

No entanto, o clube diz que o Conselho de Disciplina, "incompreensivelmente, rejeitou a junção da gravação e rejeitou a inquirição dos senhores árbitros, optando somente por lhes perguntar, por escrito e sem fornecer qualquer elemento adicional, se confirmavam as palavras que haviam reproduzido no relatório – o que os mesmos, como seria de esperar, fizeram".

O Sporting lamenta que a "presunção de veracidade de que goza o relatório do árbitro" não permita "aos arguidos toda a latitude na demonstração de eventuais erros de apreciação vertidos nos relatórios". O clube sugere que o "Conselho de Disciplina não se demita do seu dever indeclinável de investigar os factos, procurar a verdade e avaliar a existência de fundamento para a aplicação de uma sanção disciplinar".

O comunicado termina com o Sporting a concluir que o Conselho de Disciplina "despreza a verdade dos factos, preferindo sancionar os agentes desportivos de forma cega e acrítica, demitindo-se das suas verdadeiras funções. A Sporting CP SAD apoiará o treinador Rúben Amorim na impugnação judicial da sanção aplicada e mantida pelo Conselho de Disciplina".

Rúben Amorim continua assim fora do banco até 26 de abril. O treinador já perdeu o jogo da última jornada com o Farense e também não estará no banco nesta quarta-feira, contra a Belenenses SAD.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    21 abr, 2021 Funchal 15:21
    O Rúben Amorim, no banco como treinador, não é um santinho. Se eu chamar ou dizer palavrões a um Juíz, o que me acontecerá? E se fôr a um capitão do exército? Deixem de branquear os acontecimentos e palavra menos palavra, não desculpa as atitudes reativas. Buscar a vida particular dum Juíz de campo é correto?

Destaques V+