Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Covid-19: Todos os maiores de 60 anos vacinados até ao final de maio, diz Marta Temido

21 abr, 2021 - 11:19 • Redação

Plano de vacinação vai passar a incluir novas doenças nas prioridades.

A+ / A-

Veja também:


"Estimamos que, até ao final de maio ou da terceira semana de maio, todas as pessoas com mais de 60 anos tenham pelo menos uma dose" da vacina contra a Covid-19, anunciou esta quarta-feira a ministra da Saúde.

"É muito importante, na medida em que teremos protegido cerca de 96% das pessoas" que representam a faixa etária que teve pelo menos um óbito por Covid-19, referiu.

Marta Temido falava numa conferência de imprensa de balanço dos 120 dias do plano de vacinação para travar o novo coronavírus.

O coordenador da "task force" do plano de vacinação, o vice-almirante Gouveia e Melo, acrescentou que a vacinação dos maiores de 60 anos contra a Covid-19 é muito importante, porque foi nesta faixa etária que ocorreram 96% das mortes.

Segundo a ministra Marta Temido, nos 120 dias de vacinação contra a Covid-19 em Portugal, foram entregues 2.9 milhões de doses de vacinas aprovadas pela Agência Europeia do Medicameno (EMA) e com processo de aquisição pela Comissão Europeia. No totalm, foram administrsadas 2.7 milhões de doses, o que "significa que cerca de dois milhoes de pessoas foram já vacinadas com, pelo menos, uma dose da vacina", ou seja, "cerca de 20% da população portuguesa possui já algum grau de imunidade".

As duas doses já foram administradas a 690 mil pessoas – ou seja, "cerca de 7% têm o processo vacinal completo", adiantou.

Quanto às pessoas com mais de 80 anos, 20% desta população já receberam uma dose e 58% as duas doses da vacina contra a Covid-19.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, anunciou que passam a ser prioritárias na vacinação as pessoas com doença oncológica ativa (a fazer quimioterapia ou radioterapia), pessoas com situação de transplantação, pessoas com imunossupressão, doenças neurológicas, doença mental (esquizofrenia), obesidade (acima dos 35% de massa corporal) e diabéticos.


O coordenador da "task force", Gouveia e Melo, adiantou que Portugal vai entrar agora numa fase de vacinação massiva, com uma meta de, pelo menos, 100 mil pessoas vacinadas por dia.

“Vacinar 100 mil pessoas todos os dias, sete dias por semana, durante quatro meses não será tarefa fácil, porque é massiva e urgente em termos de tempo e, naturalmente, complexa”, declarou.

“De acordo com as simulações, vamos ter sucesso nesse desígnio de fazer vacinação muito rápida a partir de agora, havendo disponibilidade de vacinas”, sublinha o coordenador do plano de vacinação.


Nesta conferência de imprensa, as autoridades de saúde anunciaram que Portugal decidiu manter a vacinação com a vacina da Johnson & Johnson (Janssen), incluindo pessoas com menos de 60 anos, mas Marta Temido adiantou que o fármaco continua em avaliação e que estão a ser analisadas eventuais restrições.

A ministra da Saúde adiantou que o autoagendamento da vacinação pode arrancar na próxima semana, depois de alguns atrasos.

Evolução da Covid-19 em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    21 abr, 2021 Palmela 11:03
    Pois sim! Mas eu quero morrer de morte natural!

Destaques V+