Tempo
|
A+ / A-

Pedro Nuno Santos

Viagens de avião com menos de 600 quilómetros? “Espero que desapareçam da Europa”

19 abr, 2021 - 18:47 • Lusa

Ministro das Infraestruturas sublinha que a dinamização do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, vai acontecer quando existir uma ligação ferroviária rápida entre esta infraestrutura e Vigo, em Espanha.

A+ / A-

O ministro das Infraestruturas disse esperar, enquanto “adepto da ferrovia”, que as viagens de avião com menos de 600 quilómetros desapareçam da Europa, ressalvando que, apesar da situação da TAP, caso termine a ligação Lisboa-Porto é consequência do desenvolvimento.

“Eu que sou muito adepto da ferrovia e quero que a ferrovia se expanda […] e também quero que as viagens de avião com menos de 600 quilómetros [km] desapareçam da Europa”, afirmou Pedro Nuno Santos, na sessão de lançamento do Plano Ferroviário Nacional (PFN), em Lisboa.

Neste sentido, o governante lamentou que os aviões “deixem de fazer” a ligação Lisboa-Porto, mas classificou esta possibilidade como “um sinal de desenvolvimento”.

Durante o encerramento da sessão, o titular da pasta das Infraestruturas e da Habitação sublinhou ainda que a dinamização do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, vai acontecer quando existir uma ligação ferroviária rápida entre esta infraestrutura e Vigo, em Espanha.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Dora Roxo
    20 abr, 2021 Vila Nova de Gaia 13:35
    "...a dinamização do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, vai acontecer quando existir uma ligação ferroviária..." Lá para o ano de 2060, isto se não desviarem antes os €€€€ para a capital do império...

Destaques V+