Tempo
|
A+ / A-

Relatório das linhas vermelhas

Curva da pandemia está a achatar em Portugal

17 abr, 2021 - 09:00 • Redação

Na última semana, o Rt (índice de transmissibilidade da Covid) baixou de 1,08 para 1,01.

A+ / A-

Veja também:


O mais recente “check-up” sobre linhas vermelhas para a Covid-19 da Direção-Geral da Saúde revela uma desaceleração da incidência. Segundo o terceiro relatório de monitorização, “a situação epidemiológica” nacional mostra uma “transmissão comunitária de moderada intensidade e reduzida pressão nos serviços de saúde”.

Entre 8 e 11 de abril, o Rt (índice de transmissibilidade da Covid) baixou de 1,08 para 1,01, “sugerindo um desacelerar do crescimento da incidência neste período de tempo", refere o documento elaborado pela DGS e pelo Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge (INSA) e divulgadao na sexta-feira à noite.

Este relatório conjunto aponta que o número de novos casos de infeção por SARS-CoV-2/ COVID-19 por 100.000 habitantes, acumulado nos últimos 14 dias, foi de 70 novos casos, com tendência estável a crescente a nível nacional.

A contribuir para esta redução da velocidade está Lisboa e Vale do Tejo com 0,96. As outras regiões do país estão ainda acima de 1.

Segundo este documento, com o valor de Rt atual (média 5 dias), atingir-se-á a linha dos 120 casos por 100 000 habitantes em um a dois meses.

A realização de testes foi de 1,6%, tendo ficado abaixo do objetivo definido de 4%.

Com base numa análise das amostras recolhidas em março, a variante B.1.1.7 (associada ao Reino Unido) representa de 82,9% dos casos confirmados.

Também foram identificados 54 casos da variante B.1.351 (associada à África do Sul), cuja prevalência foi de 2,5%. Foram ainda confirmados 29 casos da variante P.1 (associada a Manaus, Brasil), cuja prevalência estimada foi de 0,4%.

Foi registado um ligeiro aumento da transmissão nos grupos etários mais jovens. Já o grupo com maior incidência encontra-se entre os 30 aos 35 anos.

Em Portugal, morreram 16.937 pessoas dos 829.911 casos de infeção confirmados, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+