Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

​Europa divida entre países com e sem restrições na administração da vacina da AstraZeneca

08 abr, 2021 - 15:23 • Cristina Nascimento com agências

Portugal deve anunciar também limitações etárias para a administração desta vacina. No total, Portugal já recebeu 2.344.530 doses de vacinas, das quais 703.200 são da Astrazeneca.

A+ / A-

Veja também:


Vários países europeus têm vindo a anunciar limitações na administração da vacina contra a Covid-19 produzida pela Oxford/AstraZeneca.

As decisões têm sido tomadas, nalguns casos, já depois da Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla inglesa) ter reconhecido uma ligação entra a administração da vacina e a ocorrência de tromboses. No entanto, a agência garante que os benefícios da vacina são maiores do que os riscos.

Dentro da União Europeia há, até ao momento, seis países que optaram por limitar as inoculações, mas os limites variam de país para país.

Na Alemanha, Países Baixos, Espanha e Itália a vacina da AstraZeneca não é oferecida a menores de 60 anos e em França e na Bélgica a fasquia baixa para os 55.

Em Portugal, as autoridades de saúde ainda não se pronunciaram, numa altura em que é esperada a utilização de milhares de doses desta vacina no segundo fim de semana de vacinação de docentes e não docentes dos estabelecimentos de ensino de vários graus de ensino (menos o Superior).

De acordo com o site do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças que faz a monitorização da vacinação Covid, Portugal já recebeu no total 2.344.530 doses de vacinas, das quais 703.200 são da AstraZeneca.

Ainda no capítulo das vacinas, a Alemanha fez saber que está a negociar a compra da vacina russa Sputnik V. O ministro alemão da saúde explicou que decidiu avançar sozinho, uma vez que a Comissão Europeia recusou fazer contrato preliminar para adquirir esta vacina, tal como fez com outros laboratórios.

As autoridades alemãs esclarecem, no entanto, que só começará a administrar esta vacina se e quando a Agência Europeia do Medicamento der autorização para tal.

Na reação, Bruxelas recusa admitir que a atitude alemã ponha em causa a estratégia europeia de vacinação e que não vê qualquer problema que um estado membro decida comprar vacinas que não fazem parte da lista da comissão europeia como é o caso da vacina russa, a Sputnik V.

Restrições também fora da União Europeia

Fora da União Europeia, o Reino Unido também restringiu a administração desta vacina a menores de 30 anos.

Além do continente europeu, também a Austrália limitou o uso desta vacina a menores de 50 anos e nas Filipinas a menores de 60 anos.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.890.054 mortos no mundo, resultantes de mais de 133 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    08 abr, 2021 Lisboa 17:33
    Está tudo a desmoronar: a "Presidência" Portuguesa é ignorada, tal como os apelos do Costa e da "sem-poltrona-vou-para-o-sofá" e cada País safa-se como pode. É o que dá hiperburocracia, quintinhas de poder, e uma data de órgãos de decisão principescamente pagos mas que nada decidem apesar de múltiplas reuniões

Destaques V+