Tempo
|
A+ / A-

Cinema

Morreu Paul Ritter, ator de Harry Potter, James Bond ou Chernobyl

06 abr, 2021 - 13:14 • Hélio Carvalho

O ator, que já tinha uma longa carreira, ficou ainda mais conhecido graças ao papel na minissérie da HBO e da Sky, "Chernobyl". Ritter tinha 54 anos.

A+ / A-

O ator britânico Paul Ritter morreu na madrugada desta terça-feira, vítima de um tumor cerebral. Tinha 54 anos.

O anúncio da sua morte foi feito através de um comunicado do seu agente, que acrescentou que Ritter morreu "em paz", ao lado da mulher e dos dois filhos.

Dos trabalhos mais recentes, aquele que teve mais sucesso e será conhecido por uma plateia maior é a minissérie da HBO e da Sky, "Chernobyl", na qual o ator interpretou o papel de Anatoly Dyatlov, um dos responsáveis pelo desastre nuclear na central soviética.

Para o público britânico, Paul Ritter tornou-se conhecido graças ao seu papel na série "O Jantar das Sextas-Feiras" (em inglês, "Friday Night Dinner"), do canal Channel 4, uma série com seis temporadas e que vai em nove anos de antena, na qual o ator interpretava o papel de Martin Goodman.

O comunicado agente do ator, citado pela BBC, afirma que Ritter era "um ator excecionalmente talentoso ao interpretar uma enorme variedade de papéis em palco e nos ecrãs" e que era um homem "ferozmente inteligente, gentil e engraçado".

Nas redes sociais, colegas e escritores do artista lamentaram a sua morte. Robert Popper, escritor da série do Channel 4, disse que Paul Ritter era "o melhor ator com quem já trabalhei".
Já Stephen Mangan, amigo de infância de Ritter que contracenou com ele em produções teatrais britânicas em West End e americanas na Broadway, confessa-se "sortudo" por ter trabalhado com um homem cujo talento era visível "ainda como adolescente"
Ritter também participou em outras grandes produções internacionais, aparecendo nos filmes "Harry Potter e o Príncipe Misterioso" e "James Bond: Quantum Solace", e nas séries "Vera", "Belgravia", "Cold Feet" e "No Offence".

O ator também tinha uma longa carreira nos palcos, e foi nomeado para um prémio Olivier e para um prémio Tony (o maior prémio do mundo da Broadway) pelo seu papel na peça "The Norman Conquests".

Já "Chernobyl", na qual Ritter tem um dos principais papéis, venceu dois Globos de Ouro e dez prémios Emmy.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+