Tempo
|
A+ / A-

Mário Reis

"Não treme". Bino e Vitória de Guimarães podem ser o casamento perfeito

05 abr, 2021 - 12:30

Mário Reis, que treinou o novo técnico vitoriano enquanto jogador, no Salgueiros, na década de 1990, destaca a forte personalidade de Bino, que pode ter "um futuro risonho".

A+ / A-

Mário Reis, que como treinador de futebol trabalhou com Bino Maçães no Salgueiros, acredita que a oportunidade de treinar a equipa principal do Vitória de Guimarães, após a saída de João Henriques, pode ser rampa de lançamento para um "futuro risonho", para um homem que "não treme".

Bino é o terceiro treinador do Vitória esta época, depois de Tiago e João Henriques, que deixou o clube após quatro derrotas consecutivas no campeonato. O antigo jogador orientava a equipa B dos vitorianos. Em entrevista a Bola Branca, Mário Reis destaca a forte personalidade de Bino, que "não é homem de tremer" perante um balneário recheado de jovens com grande potencial e jogadores com carreiras feitas.

"Ele não treme. Ele tem condições para seguir em frente e, se calhar, é uma rampa de lançamento para o Bino e um excelente treinador para o Vitória de Guimarães", sustenta quem o treinou no Salgueiros.

Mário Reis destaca que Bino Maçães "não tem nada a perder", assim como a "grande confiança" demonstrada pela direção do Vitória:

"Não é qualquer direção que, quando despede um treinador, aposta no [da equipa B]. Ele tem bom caráter, sabe falar, sabe dialogar com o grupo, com os jogadores, e isso demonstra que ele poderá ter um futuro risonho."

Um jogador que ia dar treinador


Enquanto pessoa, Mário Reis enaltece o "grande caráter e inteligência de Bino". Já no Salgueiros, o técnico "via-o como futuro treinador".

"Ele mesmo dentro de campo transmitia aos jogadores aos colegas às vezes situações menos boas, ele tinha esse dom", recorda.

Bino orientava a equipa B do Vitória de Guimarães desde o início da última época. Antes, passou pelos escalões de formação do FC Porto.

João Henriques deixou o Vitória de Guimarães na sexta posição da I Liga, com 35 pontos, a nove do Paços de Ferreira, que se encontra no quinto lugar, o primeiro que dá acesso às competições europeias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    05 abr, 2021 Madeira 13:14
    O Ivo Vieira não devia ter saído do Vitória. Mas no futebol é só experiências.

Destaques V+