Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Sete pessoas morrem no Reino Unido depois de vacinadas com AstraZeneca

03 abr, 2021 - 10:45 • Lusa

A Holanda também já tinha dado conta de uma morte associada a problemas derivados da vacinação com a Vaxzevria, o novo nome da vacina europeia. Nas últimas semanas, as autoridades britânicas registaram 30 incidentes com esta vacina, 22 dos quais relativos a tromboses venosas cerebrais (TVC).

A+ / A-

Veja também:


Sete pessoas morreram no Reino Unido de coágulos sanguíneos após receberem a vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca, mas as autoridades de saúde britânicas reforçam que os riscos são “muito pequenos” e aconselham a população a vacinar-se.

Num comunicado enviado à agência France-Presse, a Agência Reguladora de Medicamentos e Cuidados de Saúde do Reino Unido (MHRA) diz que sete pessoas morreram de coágulos sanguíneos, num total de 30 casos identificados até agora.

Na sexta-feira, a MHRA anunciara ter identificado 30 casos de coágulos sanguíneos raros entre os 18,1 milhões de pessoas vacinadas com esse preparado até o final de março.

O órgão regulador da saúde destacou que os riscos associados a esses coágulos são "muito pequenos" e que a população deve continuar a aceitar a vacina quando ela lhes é oferecida pelos serviços de saúde.

Dos 30 incidentes, 22 correspondem a tromboses venosas cerebrais (TVC) e os restantes oito estão relacionados com plaquetas baixas.

Segundo a MHRA, sete destas pessoas vacinadas morreram e estão a decorrer investigações para apurar a relação das mortes com a vacina da AstraZeneca.

A diretora da MHRA, June Raine, diz no comunicado que nenhum caso semelhante foi sinalizado para a vacina da Pfizer/BioNTech.

"As vantagens da vacina da AstraZeneca para prevenir a infeção com Covid-19 e as suas complicações continuam a ser largamente superiores aos riscos e o público deve continuar a receber a vacina", disse ainda Raine.

Além da vacina da Astrazeneca, o Reino Unido está a usar também a da Pfizer/BioNTech. Até ao momento, mais de 30 milhões de pessoas já receberam pelo menos a primeira das duas doses de uma dessas vacinas.

O aparecimento de casos de coágulos sanguíneos e mortes de pessoas inoculadas levou a maioria dos países europeus, incluindo Portugal, a suspender por uns dias a administração desta vacina, situação ultrapassada após a garantia da EMA de que é “segura e eficaz”.

Contudo, no início da semana, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) admitiu a exitência de relação entre esta vacina e um tipo raro de coágulo sanguíneo, tendo identificado pelo menos 62 casos da doença. O comité de segurança poderá, por isso, emitir uma recomendação atualizada na próxima semana.

Por isso, alguns países, como a Noruega, mantêm a suspensão e outros, como a Alemanha, limitam a vacinação com esta vacina a maiores de 60 anos.


Em Portugal, estima-se que a primeira fase de vacinação esteja concluída a 11 de abril, altura em que mais de um milhão de portugueses estarão vacinados.

Atualmente, estão aprovadas quatro vacinas na UE: Pfizer/BioNTech (Comirnaty), Moderna, Vaxzevria (AstraZeneca) e Janssen (grupo Johnson & Johnson, que estará em distribuição em abril).

A pandemia de Covid-19 provocou já mais de 2.829 mil mortos no mundo, resultantes de mais de 129,5 milhões de casos de infeção, segundo o último balanço da agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.868 pessoas dos 822.862 casos de infeção confirmados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+