Tempo
|
A+ / A-

O que tem o Canal do Suez? Um navio encalhado e prejuízos de 316 milhões por hora

26 mar, 2021 - 17:28 • Cristina Nascimento

Em circunstâncias normais, passam pelo canal do Suez cerca de 50 navios por dia, transportando crude, gás natural e mercadorias essenciais.

A+ / A-
Uma "baleia" presa no Suez. Navio está a encalhar o comércio internacional
Uma "baleia" presa no Suez. Navio está a encalhar o comércio internacional

Nas primeiras horas de 23 de março, o navio porta-contentores “Ever Given” foi desviado da sua rota habitual devido a ventos fortes e acabou encalhado. Com 400 metros de comprimento, quase 60 de largura e 219 mil toneladas, o “Ever Given” bloqueou completamente o tráfego na zona. Os prejuízos são estimados em 316 milhões de euros por hora.

Os trabalhos para libertar o navio podem prolongar-se por semanas, dizem as autoridades, e o comércio internacional já se ressente.

Entre 10 a 15% do comércio marítimo mundial passa por este canal que permite encurtar a viagem entre a Europa ou a costa leste americana e a Ásia em milhares de quilómetros, economizando uma semana ou mais no tempo de viagem.

Em circunstâncias normais, passam pelo canal do Suez cerca de 50 navios por dia, transportando crude, gás natural e mercadorias essenciais.


Para se perceber a importância do canal, é por aqui que passam diariamente cerca de 600 mil barris de petróleo bruto do Médio Oriente para a Europa e Estados Unidos. Com o canal do Suez intransitável, o preço do petróleo no mercado internacional já se ressente.

Mas há outros mercados a serem atingidos. Por exemplo, o transporte de componentes eletrónicos, como chips, também passa pelo Suez e com o canal interrompido já está a ser afetada a produção automóvel ou de computadores.

Segundo o jornal de transporte marítimo “Lloyd's List”, por cada dia que o Canal do Suez estiver fechado perde-se mais de 7,6 mil milhões de euros em mercadorias (316 milhões por hora) que deveriam por lá passar. Segundo a agência Bloomberg, esta sexta-feira já existiam 300 embarcações à espera de poder passar.

O canal do Suez é uma via navegável artificial no Egito. Foi inaugurada em novembro de 1869, após 10 anos de construção, e veio permitir a navegação de embarcações entre o mar Mediterrâneo e mar Vermelho.

Quando foi construído, o canal tinha 164 quilómetros de comprimento e oito metros de profundidade. Depois de vários alargamentos, ficou com pouco mais de 193 quilómetros de comprimento, 24 metros de profundidade e 205 metros de largura.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+