Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Diogo Luís: "Pizzi é dos melhores e dos mais maltratados em Portugal"

03 mar, 2021 - 10:00 • João Fonseca

Antigo defesa de Benfica e Estoril analisa segunda mão da meia-final da Taça de Portugal e o atual momento das águias.

A+ / A-

Diogo Luís, antigo jogador do Benfica, considera que Pizzi é "dos mais maltratados em Portugal", o que contrasta com a sua importância no campeonato, em que frequentemente "tem sido dos melhores".

"Ninguém lhe dá esse valor", lamenta o antigo defesa do Benfica, em entrevista a Bola Branca, numa análise à celebração de Pizzi após o golo marcado ao Rio Ave. Já o abraço e pequena conversa com Rui Costa mostram que o "vice" do Benfica "passa mensagens de carinho" e para o bem do grupo, papel esse que "tem sido desvalorizado".

Diogo Luís diz que esta ainda não é "altura para se falar de retoma" de um Benfica que fez uma boa segunda parte com o Rio Ave e que venceu o jogo, por 2-0, mas que ainda busca "maior consistência". Sem pôr em causa a qualidade e importância de Darwin, que se encontra lesionado, o ex-defesa considera que "a equipa cresceu mais com Seferovic".

"Nesta fase, a equipa precisa de um jogador que saiba fazer os movimentos, não tão anárquico apesar da qualidade de Darwin ser enorme. Seferovic não é tão brilhante, mas acaba por acrescentar e a equipa sente-se mais confortável", constata o ex-lateral-esquerdo.

Taça de Portugal limpa imagem, mas não salva época


Benfica e Estoril são duas equipas que Diogo Luís representou e que se encontrarão, na quinta-feira, na Luz, para a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal. Os encarnados levam vantagem de 3-1.

A "prova rainha" pode ser importante para o Benfica, em caso de vitória, por ser "o último jogo da época e deixar imagem positiva". Contudo, relevante e fundamental era terminar o campeonato em "primeiro ou em segundo", com entrada direta na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Sobre o Estoril, o antigo jogador fala de um "jogo sem pressão" para o conjunto de Jorge Jesus, embora pela frente vá ter uma boa equipa. A equipa da Linha deve concentrar-se "na subida de divisão".

Das alterações que o Jorge Jesus possa introduzir, a titularidade de Gonçalo Ramos é das mais fortes possibilidades. Diogo Luís fala de "uma má gestão" na chegada do avançado ao plantel principal e espera que o jovem "não entre pressionado" frente ao Estoril.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+