Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Dádiva de sangue. Criado grupo de trabalho para rever norma sobre comportamento sexual

01 mar, 2021 - 19:40 • Redação

Decisão surge na sequência de um estudo do INSA sobre "Comportamentos de risco com impacte na segurança do sangue e na gestão de dadores".

A+ / A-

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira a criação de um grupo de trabalho para rever a norma sobre dádiva de sangue e critérios de inclusão e exclusão de dadores por comportamento sexual.

Esta decisão surge na sequência da conclusão e apresentação pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge do estudo "Comportamentos de risco com impacte na segurança do sangue e na gestão de dadores: critérios de inclusão e exclusão de dadores por comportamento sexual”, refere a tutela, em comunicado.

O grupo de trabalho “terá uma semana para a análise do estudo e respetiva alteração da norma em conformidade”, indica o gabinete do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales.

A equipa é constituída por representantes da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Português do Sangue e da Transplantação e, a título consultivo, de entidades da sociedade civil, cooptadas pelos integrantes do grupo de trabalho.

Em causa está a atualização da Norma nº 009/2016 da Direção-Geral da Saúde, que já tinha sido atualizada em fevereiro de 2017.

A criação deste grupo de trabalho ocorre na véspera da audição parlamentar, a pedido do Bloco de Esquerda, do IPST e da DGS, "a propósito de denúncia de práticas discriminatórias na doação de sangue por homens que fazem sexo com homens vindas a público".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+