Tempo
|
A+ / A-

Emanuel Medeiros

"Euro 2020 garantido em 12 países e poderá haver público nos estádios”

02 mar, 2021 - 12:40 • Pedro Azevedo

Emanuel Medeiros, antigo diretor executivo da Associação das Ligas Europeias de Futebol Profissional, anuncia em Bola Branca que a UEFA não mexe no formato dos jogos em 12 países. "Não há plano B neste momento", afirma.

A+ / A-

A 101 dias da data programada para o início do Euro2020 (11 de junho), a UEFA prepara-se para anunciar que a competição está garantida e vai manter o formato de uma competição disputada em 12 cidades europeias, mesmo com as restrições às deslocações previsíveis, devido à pandemia de Covid-19.

A prova foi adiada para este ano e o Comité Executivo da UEFA reúne esta terça-feira para tomar decisões sobre a competição. Emanuel Medeiros, ex-diretor executivo (CEO) da Associação das Ligas Europeias de Futebol Profissional (EPFL), garante que a decisão da UEFA está tomada: haverá Europeu nas datas e nas 12 cidades anunciadas, sendo de admitir a presença de público nos estádios.

“O Europeu vai realizar-se nas datas programadas para o verão deste ano depois de a UEFA ponderar todos os cenários de forma muito criteriosa e realista. Não há plano B neste momento. E se as circunstâncias sanitárias à escala europeia o permitirem, e as autoridades de saúde nacionais autorizarem, será possível haver publico nos estádios”, antevê Emanuel Medeiros, em entrevista a Bola Branca.

Quatro cenários em cima da mesa

A UEFA tem vindo a ponderar a presença de público nos estádios, de acordo com a evolução do cenário pandémico da Europa.

“Há uns meses atrás havia quatro cenários sobre a mesa: jogos com capacidade máxima, estádios com 50% da lotação, jogos com 20% a 30% de público e jogos à porta fechada”, detalha Emanuel Medeiros.

O antigo diretor-executivo da EPFL explica a forma como a UEFA tem vindo a desenvolver contactos com vista a uma decisão sobre o formato da competição e a possibilidade dos jogos terem público nas bancadas.

“Do ponto de vista da organização, planeamento, gestão de expectativas, tendo em atenção o impacto que cada uma dessas opções comporta, todo esse trabalho foi feito pela UEFA num processo inclusivo de consulta com todas as organizações responsáveis, autoridades de saúde, governos, cidades que serão anfitriãs dos jogos, e federações nacionais", explica.

Nesse sentido, Emanuel Medeiros deixa um "elogio à UEFA pelo grande trabalho de planeamento, logística e concertação". "A grande preocupação do presidente da UEFA é a salvaguarda da saúde pública, independentemente de outras consequências no calendário desportivo e modelo de negócio da UEFA”, sublinha.

Sinais positivos para haver público

A atual evolução favorável dos números da pandemia permite acreditar que a presença de público nos estádios seja uma realidade no Europeu do próximo verão.

“Neste momento, há avanços significativos no controlo da propagação do vírus e a vacinação, apesar de tardia e com contratempos que são evidentes, está a avançar. Com a chegada do Verão está também reforçado o cenário positivo que permite acalentar com otimismo que a UEFA irá celebrar o 60º aniversário da realização do campeonato da europa de futebol com público nos estádios”, afirma Emanuel Medeiros.

O Euro 2020 arranca a 11 de junho com um Turquia-Itália como jogo inaugural no Estádio Olímpico de Roma. Portugal arranca a campanha no dia 15, contra a Hungria, num grupo que conta ainda com a Alemanha e a França.

A final do torneio está agendada para 11 de julho em Londres.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+