Tempo
|
A+ / A-

Bragança

Crianças abandonadas viviam com mãe desempregada e eram seguidas pela Segurança Social

23 fev, 2021 - 19:33 • Olímpia Mairos , com redação

Mulher deixou os filhos, com idades entre os 1 e 12 anos, sozinhos em casa e foi para Lisboa. Crianças foram resgatadas pela PSP ao fim de cinco dias desacompanhadas. Caso está agora nas mãos do Ministério Público.

A+ / A-

As cinco crianças abandonadas numa casa em Bragança viviam com a mãe desempregada, pertencem a uma família de refugiados de Angola e estavam a ser acompanhadas pela Segurança Social, apurou a Renascença.

A mãe vive sozinha com os cinco filhos em Bragança, há mais de dois anos, e encontra-se desempregada.

Nos últimos tempos tem andado a bater à porta de várias empresas para tentar encontrar um trabalho, mas até agora sem sucesso.

Na semana passada, a mãe terá dito aos filhos que precisava de ir a Lisboa para tratar de assuntos pessoais.

Terá mesmo afirmado que ia e vinha no mesmo dia, mas a ausência acabou por se prolongar por cerca de cinco dias, como contou a criança mais velha à PSP.

A Renascença apurou que esta família carenciada era acompanhada pela Segurança Social e que, desde janeiro, passou a receber Rendimento de Inserção Social (RSI).


A família de seis pessoas recebe cerca de mil euros por mês de RSI e as refeições através da Cáritas de Bragança.

De acordo com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), o caso das cinco crianças abandonadas está agora nas mãos do Ministério Público (MP).

Em comunicado enviado à Renascença, a CPCJ adianta que “todo o processo se desenrolou de acordo com Lei de proteção de crianças e jovens em perigo”, em articulação com a PSP, Ministério Público e instituição de acolhimento.

As crianças, resgatadas pela Polícia no passado sábado, estão neste momento numa instituição da cidade de Bragança, apurou a Renascença.

A PSP conseguiu "apurar que as crianças estavam sozinhas há cinco dias, ao cuidado do irmão mais velho, com 12 anos de idade, o qual informou que a mãe havia viajado a Lisboa a tratar de assuntos de cariz pessoal".

A situação foi detetada pelas autoridades depois de uma denúncia, que encontraram numa habitação em Bragança os cinco menores irmãos "em situação de exposição ao abandono e iminente perigo causado pela progenitora que se havia ausentado da residência".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Desabafo Assim
    23 fev, 2021 Porto 20:05
    Sozinha com 5 filhos, desempregada, pensem duas ou mais vezes antes de abrir a boca...isto não é um país do norte onde estas pessoas são meticulosamente protegidas.

Destaques V+