Tempo
|
A+ / A-

Benfica

António Simões exige explicações e decisões a Luís Filipe Vieira

23 fev, 2021 - 12:45 • Rui Viegas

"Magriço" e figura histórica do clube analisa a atual crise do futebol do Benfica. Simões fala de um "buraco" encarnado e admite que a solução pode passar pela saída de Jorge Jesus.

A+ / A-

António Simões pede decisões e explicações ao presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, em face da atual crise de resultados no futebol.

O antigo jogador, uma das grandes figuras da história das águias, admite, em entrevista a Bola Branca, que é preciso agir quanto antes.

"A primeira coisa que pertence ao ser humano é assumir que algo falhou e depois explique-se, porque os sócios têm esse direito. Chegou o momento de: se tiver que tomar decisões, toma. Se não, toma a responsabilidade. Uma coisa ou outra", começa por dizer o "magriço".

Ou seja, "há que tomar decisões" e António Simões admite que pode passar pela saída de Jorge Jesus o futuro próximo do Benfica, que "não pode continuar neste buraco". Todavia, na sua opinião, qualquer que seja a decisão de Vieira, haverá consequências colaterais.

"Se algum dos dois, treinador ou presidente, tomar a decisão [de sair], arrasta o outro. Agora, como é lógico, o Benfica tem de mudar a agulha. Não pode continuar neste campeonato de desaire, um atrás do outro, com um esgotamento de desilusão e de tristeza entre a massa associativa do Benfica. Com o estádio cheio e estes resultados, já teria acontecido muita perturbação, muita contestação. Portanto, aproveitem este silêncio aparente, sendo que as redes sociais mostram o contrário, para tomar decisões. Ninguém perturba, neste momento, qualquer dirigente do Benfica para fazer as coisas que tem de fazer", afirma.

"Buraco" encarnado


António Simões considera que a raiz do problema do Benfica vai para além do treinador, sendo necessário mexer na dita estrutura.

"Hoje, não se pode ter [ou] ser uma estrutura apenas porque se é um excelente gestor. E muitos não têm experiência de futebol, nem da área da gestão. Cada vez mais a combinação do jogo com o negócio é evidente e não se pode ter milhões à disposição e não se saber investir. [Em] qualquer empresa que faça um investimento e dê neste resultado, está em causa as pessoas que dirigem essa empresa", aponta o também ex-diretor desportivo do emblema benfiquista, nesta entrevista à Renascença.

Para Simões, urge sair do "buraco" em que a equipa de futebol entrou "O Benfica meteu-se num buraco, de tal maneira, que é extremamente complicado de lá sair. Há clubes que se metem em buracos dos quais nunca recuperam. Espero que se crie uma dinâmica de vitória, porque ainda há tempo, de forma a sair deste buraco", destaca.

A antiga glória do Benfica assinala, ainda, que a pandemia "não 'pega'" como desculpa para os maus resultados da equipa encarnada.

"É extremamente desagradável jogar sem público, tendo o Benfica mais adeptos e mais presença no estádio. Mas ao menos tempo, o Benfica tem tirado benefício desse prejuízo, porque não há ninguém para contestar, não há ninguém para contrariar aquilo que tem sido o sub-rendimeno de alguns jogadores, etc. Portanto, não vou muito por aí", refere, preocupado ainda com o risco de o Benfica voltar a falhar o acesso à Champions.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    23 fev, 2021 Lisboa 18:55
    Só o movimento "servir o Benfica" é pouco para ser verdadeira Oposição. Onde se meteu Noronha Lopes agora que o clube precisa dele?
  • Juíz Vermelho
    23 fev, 2021 Catedral da Luz 18:53
    O Grande Simões, tem esperança no restabelecimento duma dinâmica de vitória que tire o Glorioso do buraco. Eu? Eu tenho esperança que a Polícia Judiciária e o Ministério Publico actuem, e um belo dia, o Vieira saia de vez do SLB, dentro dum carro da polícia.

Destaques V+