Tempo
|
Conversas Cruzadas
Programa sobre a atualidade que passa ao domingo, às 12h00.
A+ / A-
Arquivo
O desconfinamento pode esperar - Conversas Cruzadas
O desconfinamento pode esperar - Conversas Cruzadas
Ouça aqui o Conversas Cruzadas desta semana

CONVERSAS CRUZADAS

O desconfinamento pode esperar

21 fev, 2021 • José Bastos


Nuno Botelho, Nuno Garoupa e Álvaro Beleza na análise da semana.

Os números dramáticos da pandemia de janeiro abriram caminho para um cenário que se aproxima mais de um cenário controlável – indiciando resultados positivos do confinamento parcial em curso.

Apesar de variações diárias nos novos contágios, ou no número de internados em unidades de cuidados intensivos, o quadro é francamente positivo quando a comparação é feita com as semanas iniciais de janeiro, as semanas que se seguiram ao Natal e ao fim de Ano.

O índice de contágio (o RT) reduziu-se para metade em 25 dias, mas a queda de novos casos enfrenta uma tendência de abrandamento significativo. Mais positivo é o quadro nos hospitais: mantendo-se a trajetória de descida, no final da próxima semana pode já haver menos doentes internados com Covid-19 que no período do Natal.

Enquanto isso, o Presidente da República pediu um plano para o desconfinamento, mas o primeiro-ministro não pretende mostrar sinais de abertura em público – a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, foi dizendo na quinta-feira que as unidades de cuidados intensivos ainda estão excessivamente preenchidas para se começar a falar em desconfinamento, mas, no sábado, ainda sem datas e modelo, que começará pelas escolas.

As várias dimensões do combate à pandemia, desde o processo de aconselhamento científico passando pela vacinação e medidas de apoio à economia, a discussão pública do PRR e os protestos em Espanha estão em equação neste Conversas Cruzadas.

A análise é de Nuno Garoupa, professor da GMU Scalia Law, Nuno Botelho líder da ACP – Câmara de Comércio e Indústria do Porto e Álvaro Beleza, presidente da associação cívica referência do espaço público, a SEDES.

A espera
21 nov, 2021

A espera

A travagem
14 nov, 2021

A travagem

O risco da tempestade perfeita
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.