Tempo
|
A+ / A-

PSP e GNR apertam o cerco ao Carnaval

14 fev, 2021 - 13:03 • Marina Pimentel , Daniela Espírito Santo

Autoridades estão atentas a eventuais festas de Carnaval clandestinas.

A+ / A-

Tanto a GNR como a PSP estão atentas a eventuais festas de Carnaval clandestinas que possam ocorrer no país nos próximos dias.

Em declarações à Renascença, o capitão David Ferreira explicou que, até agora, a Guarda Nacional Republicana não registou qualquer festejo que contrarie as normas de saúde pública em vigor. No entanto, promete estar atenta e patrulhar as zonas de maior risco.

"O patrulhmento está orientado para locais propícios ao ajuntamento de pessoas e festas espontâneas. A GNR estará atenta a qualquer festejo ou iniciativa que contrarie as imposições que estão em vigor neste momento", é dito.

Também a PSP está alerta a eventuais violações ao confinamento por causa do Carnaval.

O intendente Nuno Carocha apela ao cumprimento das regras e começa por sublinhar a colaboração das autarquias onde habitualmente havia grandes festejos de Carnaval.

"Mantemos muita atenção às confraternizações e aos eventos que são realizados. No que diz respeito ao Carnaval, contamos desde o início com a excecional colaboração por parte de todas as câmaras municipais que, normalmente, organizam eventos com grande projeção nacional, que suspenderam os eventos e apelaram aos cidadãos para que se mantivessem em casa", garante o intendente, que deixa o mesmo apelo "a todas as pessoas".

"Não faz sentido tentar conviver e expor-se a riscos por uma efeméride como o Carnaval", remata, relembrando que o país apresenta, todos os dias, mais de uma centena de mortos por covid-19.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+