Tempo
|
A+ / A-

Trincão 'bisa' na goleada do FC Barcelona que sobe ao segundo lugar em Espanha

13 fev, 2021 - 22:33 • Lusa

Catalães estão no segundo lugar em igauldade pontual com o Real Madrid.

A+ / A-

O avançado português Trincão bisou hoje na goleada do FC Barcelona por 5-1 ao Alavês, que permite aos catalães ascender ao segundo lugar da Liga espanhola de futebol, em igualdade pontual com o Real Madrid, à 23.ª jornada.

Foi aos 29 minutos que Trincão recebeu o passe atrasado do jovem Ilaix Moriba e ‘disparou’ para o primeiro tento da partida frente a um Alavés que era muito combativo.

Aos 36, o VAR não validou uma recarga vitoriosa de Messi, por fora de jogo do argentino no início do lance, porém a ‘pulga’ vincou-se aos 45+2, ao fintar um adversário e, ainda fora da área, rematar rasteiro, com a bola a bater na base do poste e entrar.

Uma hesitação de Moriba permitiu a Luis Rioja (57) correr para a baliza e díspar forte, fazendo o 2-1, porém a esperança dos forasteiros em discutir o resultado ruiu aos 74 minutos, quando Trincão marcou, depois de Messi, isolado, não conseguir bater o guarda-redes, sobrando o esférico para o jovem português.

O argentino redimiu-se no minuto seguinte, quando tirou um adversário do caminho e rematou de fora da área para o mais belo golo da noite (4-1).

Houve ainda tempo para golo de Júnior Firpo (80), concluindo, com uma emenda na área, um lance de ataque ‘blaugrana’.

O Atlético de Madrid, que ao início da tarde se impôs por 2-1 em casa do Granada, comanda com 54 pontos e menos um jogo, seguido do Barcelona e do Real Madrid, ambos com 46, mais um do que o Sevilha.

Os líderes, sem João Félix, a recuperar da infeção pelo novo coronavírus, só no segundo tempo se adiantaram no marcador, com Llorente, aos 63, na linha limite da área, a rematar rasteiro, ao primeiro poste.

Com o guarda-redes Rui Silva e o defesa Domingos Duarte no onze - o jovem médio Domingos Quiná entrou no segundo tempo -, o Granada empatou três minutos depois, com o recém-entrado Herrera, em desequilíbrio, a rematar, a bola a desviar em Felipe e a enganar Oblak.

O tento decisivo, da autoria do argentino Correa, também contou com o contributo, involuntário, de um defesa, pois a bola desviou em Vallejo e descreveu um arco impossível de travar por Rui Silva.

O Sevilha sentiu maiores dificuldades do que as esperadas ante o lanterna-vermelha Huesca, ganhando com tento solitário do avançado marroquino Munir, de cabeça, a corresponder a cruzamento de Oliver Torres, aos 57, valendo-lhe depois um conjunto de defesas de Bono para segurar a magra vantagem.

O Eibar, com Paulo Oliveira e Rafa no onze, cedeu empate caseiro 1-1 com o Valladolid de Jota, mantendo-se igualados a 23 pontos na zona perigosa, em 17.º e 18.º, respetivamente.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+