Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Jorge Jesus: "Saio satisfeito pelo resultado e pelo jogo"

11 fev, 2021 - 22:15 • Redação

Benfica venceu por 3-1 em casa do Estoril, na primeira mão da meia-final da Taça de Portugal.

A+ / A-

Jorge Jesus, treinador do Benfica, destaca a primeira parte contra o Estoril e mostrou-se satisfeito pela vitória por 3-1 na primeira mão da meia-final da Taça de Portugal.

"É uma prova muito importante a dois jogos, era importante fazer golos na Amoreiras e ganhar, se fosse possível. Saio satisfeito pelo resultado e pelo jogo, principalmente pelos primeiros 45 minutos. Estava 1-1 ao intervalo, com futebol de grande qualidade. Não concretizamos talvez até por jogar bem demais. Estivemos nos primeiros 45 minutos com grande intensidade. O Estoril foi uma vez à baliza e marcou. Não estamos com a sorte do jogo, se não poderia estar 4-0 ao intervalo", começa por dizer, à Sport TV.

O técnico das águias deixa elogios à qualidade do Estoril e destaca que o Benfica jogou pior na segunda parte e foi quando marcou dois golos.

"O Estoril tem uma ideia de jogo interessante para a II Liga, com capacidade para a I Liga. Não é líder, mas já foi. Tem jogadores muito interessantes e parar a saída de bola deles não é fácil. No melhor período do Benfica, só fizemos um golo, e na segunda parte fizemos dois.

O Benfica fica perto da final da Taça de Portugal e Jesus revela a importância que dá ao troféu: "É o segundo troféu mais importante da calendarização nacional. É um troféu muito importante para o Benfica e para todos".

"Mudar o pneu com o carro em andamento"

Jesus fala nas cinco alteraçõe que fez no onze inicial e o técnico acredita que o Benfica "está a fazer umea pré-época" depois do plantel ter recuperado do surto de Covid-19.

"Mudámos muitos jogadores, não temos treinado. Tivemos dois meses sem treinar quase. Perdemos muita intensidade, hoje troquei cinco jogadores, no próximo mais cinco. Estamos quase como se estivessemos em pré-época. É um trabalho a fazer no jogo, estamos a mudar o pneu com o carro em andamento. Vamos estar cada vez melhor, vamos melhorar", diz.

O treinador recuperou de uma infeção respiratória, consequente de uma infeção pelo novo coronavírus, mas explica que já está recuperado.

"Não conseguiria jogar futebol, mas já tenho os pulmões bem abertos, já consigo gritar. Sei o quanto me custou, quantos dias estive sem poder respirar. Sei o que é a Covid-19, perdi 6 quilos, mas estou pronto para outra", termina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+