Tempo
|
A+ / A-

António Costa espera que segundo mandato de Marcelo "seja igual ao primeiro"

27 jan, 2021 - 22:13 • Redação com Lusa

Primeiro-ministro garante que o Presidente da República "nunca deixou de ser exigente com o Governo". Presidenciais deram "razões para festejar" a todos os socialistas, diz Costa.

A+ / A-

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou, esta quarta-feira, que espera que o segundo mandato do Presidente da República seja igual ao primeiro e defendeu que Marcelo Rebelo de Sousa recebeu um "voto de confiança na continuidade".

"Espero que o segundo mandato seja igual ao primeiro. Aquilo que estas eleições traduziram foi claramente um apreço generalizado e transversal à sociedade portuguesa pela forma como Marcelo Rebelo de Sousa exerceu o seu primeiro mandato", afirmou António Costa.

O primeiro-ministro falava no programa "Circulatura do Quadrado", da TVI, moderado pelo jornalista Carlos Andrade, com a participação habitual da líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, do antigo dirigente do PSD Pacheco Pereira e do membro do Conselho de Estado António Lobo Xavier.

António Costa considerou que "foi esse voto de confiança na continuidade que se traduziu no resultado eleitoral de domingo passado".

Marcelo "nunca deixou de ser exigente"


De acordo com o primeiro-ministro, tal como antes aconteceu com Cavaco Silva, Marcelo Rebelo de Sousa tem mantido, até agora, uma "adequada relação institucional com o Governo".

"O Presidente da República nunca deixou de ser exigente com o Governo, seja nos bons momentos, como na saída de Portugal do procedimento por défice excessivo, quer nos momentos difíceis, como nos incêndios de 2017 ou na atual pandemia de Covid-19", disse.

Em relação aos resultados eleitorais das presidenciais, falando como secretário-geral do PS, António Costa referiu-se aos que votaram em Marcelo Rebelo de Sousa, Ana Gomes ou João Ferreira: "Dos socialistas que conheço, todos tiveram razões para festejar."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+