Tempo
|
A+ / A-

Padre assassinado a tiro nas Filipinas

26 jan, 2021 - 12:23 • Olímpia Mairos

O corpo do sacerdote padre René Bayang Regalado, de 42 anos, apresentava diversos sinais de violência.

A+ / A-

O padre René Bayang Regalado foi assassinado com vários tiros no domingo, 24 de janeiro, perto da aldeia de Patpat, Diocese de Malaybalay, situada na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas.

De acordo com o site Vaticano News, o crime aconteceu quando o sacerdote regressava ao seminário, na aldeia de Patpat, “numa estrada isolada, onde foi obrigado a parar o carro, tendo sido morto por homens armados”.

Foram os próprios padres do seminário do Colégio São João XXIII que chamaram a polícia, após terem ouvido “vários tiros de arma de fogo”.

De acordo com a polícia, citada pelo Vaticano News, “o corpo do sacerdote apresentava diversos sinais de violência, com vários hematomas e um dos braços atados”.

O padre René era muito apreciado pela comunidade, desconhecendo-se as razões que terão motivado o crime. No entanto, o portal de notícias do Vaticano escreve que “teria recebido ameaças de morte”, situação que estará a ser investigada pelas autoridades.

A diocese de Malaybalay lamenta a morte do sacerdote, diz-se “profundamente ferida e entristecida”, afirmando esperar que “os responsáveis sejam levados à justiça”.

Ordenado em 2007, o padre Regalado era conhecido como Paring Bukidnon (padre da montanha), “devido à sua dedicação às comunidades mais isoladas que visitava regularmente”, ajudando a promover a agricultura orgânica e sustentável.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+