Tempo
|
A+ / A-

desde 2009

Preço das telecomunicações subiu 6,5% em Portugal e baixou 10,8% na UE

26 jan, 2021 - 08:42 • Marta Grosso com redação

Aumentos devem-se sobretudo aos “ajustamentos de preços” feitos no início de cada ano, refere a Autoridade Nacional de Comunicações. Segundo o Eurostat, Portugal é o 5.º país da UE com os preços mais elevados de dados móveis.

A+ / A-

O preço das telecomunicações nos últimos 11 anos, em Portugal, aumentou 6,5%, enquanto na União Europeia desceu quase 11%. Os valores são divulgados nesta terça-feira pela Autoridade Nacional de Comunicações, citando dados do gabinete de estatística da União Europeia (Eurostat).

Em comunicado, a Anacom indica que, entre o final de 2009 e dezembro de 2020, os preços das telecomunicações aumentaram 6,5% em Portugal, mas na União Europeia diminuíram 10,8%, sendo que, em Espanha, Itália e França diminuíram 9,4%, 16,9% e 24,3%, respetivamente.

O país que mais aumentou o preço das telecomunicações foi a Roménia: 17,5%. Portugal surge em terceiro lugar, logo a seguir à Eslovénia, onde os preços subiram 7,5%.

Além destes países, apenas a Finlândia, a Grécia, a Áustria, a Hungria e o Chipre registaram aumentos no custo das telecomunicações. Todos os outros Estados-membros da União Europeia diminuíram os preços durante aquele período.

A diferença de valores estreitou-se com a entrada em vigor, no dia 15 de maio de 2019, das novas regras europeias que regulam os preços das comunicações dentro do espaço europeu. A partir de 2011-2012, ter-se-á instalado um padrão de divergência de preços.

Segundo a nota, que chega acompanhada de gráficos, as diferenças entre a evolução de preços das telecomunicações em Portugal e na UE (de mais 17,3 pontos percentuais em termos acumulados) devem-se, sobretudo, aos “ajustamentos de preços” que os prestadores fazem nos primeiros meses de cada ano.

Em dezembro de 2020, o Eurostat colocava Portugal em 23.º lugar da lista de países da União Europeia com aumentos de preços mais elevados. A taxa de variação média dos últimos 12 meses dos preços dos serviços de telecomunicações foi 2,1 pontos percentuais inferior à média da UE.

Os países onde ocorreram os maiores aumentos de preços foram Polónia (+4,1%), Finlândia e Roménia (+1,8%). Irlanda (-3,6%), República Checa (-3,5%) e Dinamarca (-2,8%) apresentaram as maiores diminuições.

Em relação ao mês homólogo, Portugal ocupava a 20ª posição entre os países com maiores aumentos de preços, entre os 27 países considerados.

Na secção de dados móveis, Portugal é o 5.º país da UE com os preços mais elevados. O preço médio de 1 GB estava, em 2020, 45% acima da média da UE, de acordo com o estudo “Worldwide mobile data pricing 2020”, desenvolvido pela empresa britânica Cable.co.

Com preços mais elevados do que Portugal estão o Chipre, a Grécia, a República Checa e a Hungria.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+