Tempo
|
A+ / A-

Alemanha. Mais 16.417 novas infeções e 879 mortes num dia

23 jan, 2021 - 11:40 • Lusa

O número de pessoas que já receberam a primeira dose da vacina subiu para 1.386.464, o que corresponde a uma participação de 1,7%.

A+ / A-

Em 24 horas, as autoridades alemãs relataram 16.417 novas infeções e 879 mortes devido ao novo coronavírus, segundo dados atualizados pelo Instituto Robert Koch (RKI).

O número de casos positivos desde o anúncio do primeiro contágio no país, no final de janeiro do ano passado, é de 2.122.679 e também já foram registados 51.521 óbitos.

Na Alemanha, a incidência acumulada nos últimos sete dias é de 112,6 casos por 100 mil habitantes - um número inferior aos 139,2 do sábado passado - e as novas infeções totalizaram 93.672 na última semana.

A Turíngia e a Saxónia-Anhalt são os Estados federais que apresentam maior incidência cumulativa em sete dias no país, com 209,5 e 204,1 novos positivos por 100.000 habitantes, respetivamente.

O pico de incidência em todo o país havia sido registado em 22 de dezembro com 197,6 novas infeções por 100.000 habitantes em uma semana.

O número de pacientes com Covid-19 em unidades de cuidados intensivos na sexta-feira era de 4.768, dos quais 2.692 precisavam de respiração assistida, de acordo com dados do a Associação Interdisciplinar Alemã de Cuidados Intensivos e Medicina de Emergência (DIVI).

Num dia, 604 novas admissões de pacientes foram registadas nos cuidados intensivos e 623 deixaram estas mesmas unidades, das quais 34% correspondem a óbitos, especificou o RKI no seu relatório diário.

O fator de reprodução (R) que leva em consideração as infeções em um intervalo de sete dias é de 0,97 na Alemanha como um todo, o que significa que cada 100 infetados contagiam em média outras 97 pessoas.

Desde 26 de dezembro, o número de pessoas que já receberam a primeira dose da vacina subiu para 1.386.464, o que corresponde a uma participação de 1,7%, enquanto 115.175 pessoas já foram vacinadas pela segunda vez.

A pandemia provocou mais de dois milhões de mortos resultantes de mais de 97,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+