Mais de 2.000 detidos em protesto na rússia pela libertação de Navalny

23 jan, 2021 - 17:15 • Joana Bourgard , com Reuters

A mulher do opositor de Putin é uma das detidas. O protesto não autorizado, convocado por Alexei Navalny através da sua porta-voz, levou mais de 40 mil pessoas às ruas de Moscovo, de acordo com jornalistas da Reuters no terreno. As autoridades afirmam que no protesto participaram 4.000 pessoas. Navalny foi preso preventivamente no passado domingo, depois de mais de cinco meses na Alemanha. No regresso ao país, o advogado e opositor do Kremlin divulgou uma investigação que revela imagens de um palácio de luxo de Vladimir Putin. Um luxo que terá custado cerca de 850 milhões de euros desviados de fundos do sistema nacional de saúde e de projetos industriais.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.