Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Quase 25 mil portugueses vacinados contra Covid e mais de 180 mil com primeira dose

22 jan, 2021 - 14:41 • Cristina Nascimento

Plano de vacinação arrancou a 27 de dezembro.

A+ / A-

Veja também:


Já foram administradas em Portugal 212 mil vacinas contra a Covid-19. O número é avançado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) que vai revelando os números do processo de vacinação.

O plano de vacinação começou em Portugal a 27 de dezembro e há, neste momento, quase 25 mil pessoas (24.657) com o esquema vacinal completo, de acordo com os dados avançados à Renascença pela DGS. A mesma fonte adianta que 187.515 já receberam a primeira dose.

A primeira fase do plano, até final de março, abrange também profissionais das forças armadas, forças de segurança e serviços críticos. Nesta fase, serão igualmente vacinadas, a partir de fevereiro, pessoas de idade igual ou superior a 50 anos com pelo menos uma das seguintes patologias: insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal ou doença respiratória crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração.

A segunda fase arranca a partir de abril e inclui pessoas de idade igual ou superior a 65 anos e pessoas entre os 50 e os 64 anos, inclusive, com pelo menos uma das seguintes patologias: diabetes, neoplasia maligna ativa, doença renal crónica, insuficiência hepática, hipertensão arterial, obesidade e outras doenças com menor prevalência que poderão ser definidas posteriormente, em função do conhecimento científico.

Na terceira fase, será vacinada a restante população, em data a determinar. As pessoas a vacinar ao longo do ano serão contactadas pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).O boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta sexta-feira indica que, nas últimas 24 horas, há mais 234 mortos e 13.987 infetados com a Covid-19. É um novo máximo diário de vítimas mortais da doença.

[notícia atualizada às 19h06]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Bruno
    22 jan, 2021 aqui 18:22
    Vacinar as forças armadas?! Para quê? Eles não fazem nada de relevante para a sociedade.

Destaques V+