Tempo
|
A+ / A-

Seia

Paróquia distribui caixinha de orações para rezar à refeição

19 jan, 2021 - 07:20 • Liliana Carona (texto e fotos)

Na paróquia de Santa Marinha, no concelho de Seia, os habitantes estão a ser desafiados a rezar antes das refeições. Uma espécie de jogo que é distribuído numa pequena caixa em madeira, com cartas numeradas e um dado para lançar mesmo à hora de jantar…

A+ / A-

São oito horas da noite e Fátima Saraiva retira do forno o bacalhau com natas. "Sei que não gostam muito de peixe, mas esta é uma forma diferente”, sorri, enquanto poisa o tabuleiro na mesa. Mas antes de pegar nos talheres, José Manuel, o marido, lança um desafio aos filhos: “Vamos lançar o dado?”

Sai o número 2 e Maria João, de 17 anos, retira de uma caixinha de madeira um cartão. “Deus criador de todas as coisas, nós te agradecemos os bens da terra e o fruto do trabalho humano que estão sobre esta mesa”, lê a oração, a filha mais velha.

Ela, Maria João, e Tomé, de 10 anos, já não comem sem rezar primeiro. Tomé olha para a mãe e diz que “é preciso agradecer a quem cozinhou” e Maria João sente que a família está mais unida, pois é “uma maneira de rezarmos em conjunto”.

O pai, José Manuel, sublinha que a família “acolhe sempre as ideias e atividades do Padre Rafael”. O responsável da paróquia de Santa Marinha distribuiu 75 caixinhas de madeira, com seis cartas numeradas e de cores diferentes, contendo orações para a hora da refeição.

“É uma caixa que contém dentro um conjunto de orações, uma folha explicativa e um dado. Esta iniciativa começou no Natal e veio um pouco na senda da pandemia e poder existir uma pequena igreja doméstica em cada casa”, destaca o sacerdote, afirmando que “um dos momentos em que as famílias mais se juntam, é à mesa, e decidimos que disponibilizaríamos aos paroquianos estas caixas com orações de agradecimento pelos bens alimentares, por quem prepara a refeição”.

Recuperar um ritual perdido é também outro dos objetivos do pároco de Santa Marinha. “Recuperarmos esta ideia, que os primeiros educadores da criança, são os pais…Porventura uma prática que se foi perdendo, rezar antes das refeições, agradecer os bens recebidos e agradecer a quem preparou”, valoriza o padre Rafael Neves.

Os dados estão lançados para começar a rezar antes das refeições. Um agradecimento que se pode estender além da mesa… “Ainda no outro dia, ele teve um problemazito e disse logo: obrigado mamã”, refere orgulhosa Fátima Saraiva, ao mesmo tempo que coloca a ansiada sobremesa no prato de Tomé.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+