Tempo
|
A+ / A-

Estado de emergência

Três detidos no primeiro fim de semana de confinamento, 438 detenções desde março

17 jan, 2021 - 19:25 • Redação com Lusa

PSP esclarece que as detenções deste sábado e domingo aconteceram por desobediência do confinamento e abertura de um estabelecimento comercial.

A+ / A-

Veja também:


A Polícia de Segurança Pública revelou, este domingo em conferência de imprensa, que realizou três detenções e registou 58 contraordenações no primeiro fim de semana de confinamento.

Duas das detenções decorreram devido à desobediência do confinamento e uma devido à abertura de um estabelecimento comercial, proibido a partir das 00h00 de sexta-feira.

As contraordenações registadas deveram-se maioritariamente ao consumento de álcool na via pública e não utilização de máscara.

A PSP deteve 438 pessoas desde março, em Portugal, no âmbito da fiscalização das medidas restritivas impostas pelo Governo.

“Desde o início da pandemia [em Portugal], [foram feitas] 438 detenções, das quais 118 por desobediência ao confinamento a que estavam obrigados por estarem infetados”, afirmou o diretor do departamento de operações da direção nacional da PSP, Luís Elias.

O decreto do Governo que regulamenta o novo confinamento geral devido à pandemia de Covid-19 entrou em vigor às 00h00 de sexta-feira e decorre até 30 de janeiro. Entre as restrições, o diploma prevê o encerramento do comércio e restauração, com exceção dos estabelecimentos de bens e serviços essenciais.

Os restaurantes e similares podem funcionar apenas em regime de 'take away' ou entregas ao domicílio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+