Tempo
|
A+ / A-

João Leão

Ministro das Finanças testa positivo à Covid-19

16 jan, 2021 - 15:35 • Sofia Freitas Moreira

João Leão encontra-se em confinamento domiciliário, não tendo até ao momento apresentado quaisquer sintomas da doença.

A+ / A-

Veja também:


João Leão, ministro do Estado e das Finanças, testou positivo à Covid-19, este sábado. A notícia foi confirmada pelo gabinete do ministro, num comunicado enviado às redações.

De acordo com a nota, o ministro das Finanças encontra-se "em confinamento domiciliário, não tendo até ao momento apresentado quaisquer sintomas".

João Leão "encontra-se a trabalhar", refere ainda o comunicado.

Na última quinta-feira, soube-se que a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, também está infetada com Covid-19.

Encontra-se, desde a última segunda-feira, em isolamento domiciliário, segundo uma nota do Governo enviada à redação.

Como esteve em contacto com o ministro do Ambiente e da Ação Climática e o ministro do Mar, estes dois governantes estão também em isolamento profilático.

Os três participaram por videoconferência na reunião do Conselho de Ministro da última quarta-feira.

João Leão e Ana Mendes Godinho não são os primeiros membros do Governo com Covid-19: em outubro, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, também testou positivo.

Em novembro, o ministro Nelson de Souza, titular da pasta do Planeamento, recebeu um teste positivo depois de o secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, ter sido diagnosticado com Covid-19.

Portugal tem assistido a um pico do número de novos casos de Covid-19, registando há vários dias seguidos mais de uma centena de mortes por dia.

Só este sábado, morreram 166 pessoas e foram contabilizados 10.947 novos casos, dois novos máximos nacionais desde o início da pandemia.

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de Covid-19, entre as quais o dever de recolhimento domiciliário, entraram em vigor às 00h00 da última sexta-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+