Tempo
|
A+ / A-

Governo aumenta quota da música portuguesa nas rádios

14 jan, 2021 - 18:47 • Redação

"Vamos fixar a quota em 30%”, anunciou a ministra da Cultura. Grupo Renascença Multimédia e grupo Media Capital rejeitam a decisão unilateral do Governo.

A+ / A-

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, anunciou esta quinta-feira o aumento da quota de música portuguesa nas estações de rádio.

“Para o setor da música foi decidido aumentar a quota da música portuguesa nas rádios. Vamos fixar a quota em 30%”, declarou a ministra numa conferência de imprensa de apresentação de apoios ao setor da cultura e à economia.

Graça Fonseca considera que aumentar a quota de música portuguesa nas rádios é um "sinal muito importante", depois de um ano em que o setor esteve paralisado devido à pandemia de Covid-19 e numa altura em que o país se prepara para um novo confinamento geral.

A ministra da Cultura salienta que a quota de música portuguesa não era aumentada desde 2009, ano em que foi estipulada por lei.

"Este valor nunca foi atualizado desde 2009, está na altura de o fazer. Este é um ano importante para o fazer. É um trabalho que temos feito em diálogo com as rádios e com as entidades de direitos de autor e os agentes e setor da música", sublinha.

Graça Fonseca anunciou esta quinta-feira um apoio de 42 milhões de euros, no âmbito do programa Garantir Cultura, para ajudar o setor numa altura em que as salas vão voltar a fechar no novo confinamento geral que começa esta sexta-feira.

Renascença rejeita imposição unilateral

O anúncio do aumento da quota de música portuguesa nas estações de rádio não agradou aos principais grupos radiofónicos portugueses.

O Grupo Renascença Multimédia e o grupo Media Capital rejeitam a decisão unilateral do Ministério da Cultura.

Estes grupos – que integram rádios como a Renascença, a RFM, a Comercial e a M80, entre outras – já anunciaram que vão fazer chegar a sua posição à ministra Graça Fonseca e depois tomar também posição pública sobre o assunto.


[notícia atualizada às 12h00 de dia 15, com reação dos dois grupos de comunicação]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+