Tempo
|
A+ / A-

Rúben Amorim

Clássico não tira nem adiciona pressão ao Sporting frente ao Rio Ave

14 jan, 2021 - 19:42 • Redação

Rúben Amorim lança Eduardo Quaresma no lugar de Neto e assume dificuldades face aos três casos de Covid-19.

A+ / A-

Rúben Amorim não pensa no jogo entre FC Porto e Benfica, nem quer que os jogadores do Sporting pensem no que quer que seja além do jogo com o Rio Ave, a contar para a 14.ª jornada da I Liga. O clássico não coloca mais pressão nem dá maior conforto.

"O conforto é sempre o mesmo, o desafio é sempre o mesmo. Queremos ganhar, mas sabemos que faltam muitas jornadas. Levamos muito isto jogo a jogo. Não pensamos se temos vantagem, se é de um ou quatro pontos, não trabalhamos assim. Os jogadores só têm de se preocupar em ganhar ao Rio Ave. Não precisam de pensar em mais nada, porque não é problema deles", vincou o técnico, esta quinta-feira, em conferência de imprensa.

Ainda assim, Amorim assumiu que o Sporting terá de "defender a posição" frente ao Rio Ave, de forma a capitalizar com o clássico.

"Ganhando, ficamos mais duas semanas com quatro pontos de avanço. Ficando com quatro pontos de avanço, vamos para a Taça da Liga com maior conforto. Espero um jogo muito difícil, mas temos muito a ganhar. Temos de ser muito competitivos e ir atrás do resultado", afirmou o treinador do Sporting.

Treinar sobre uma derrota e com Covid-19


Rúben Amorim assumiu que a semana de trabalho, após a eliminação da Taça de Portugal, foi algo diferente, porque o Sporting já não estava habituado a perder e "isso mexeu com o grupo". Todavia, "vai apresentar-se na máxima força possível".

Mesmo com os três casos de Covid-19 que surgiram no plantel: Nuno Mendes, Luís Neto e Sporar estão infetados, o que deixa Rúben Amorim com opções limitadas, mas confiante para o jogo:

"Os casos alteraram a nossa preparação, mas temos outros jogadores. Vamos apresentar-nos na máxima força, com uma equipa mais do que capaz de vencer uma excelente equipa [Rio Ave] com bons jogadores que ganhou bem ao Portimonense, que tem um treinador que conheço bem dos sub-23, com boas ideias. Uma equipa que também perdeu na Taça, portanto vai querer emendar isso. O Sporting está muito bem e vai fazer um grande jogo."

Sem Luís Neto, "vai jogar o Quaresma", de primeiro nome Eduardo. Sem Sporar, não jogará o ainda lesionado Luiz Phellype. "Ainda não está em condições de jogar, estamos a ter todo o cuidado com ele, a ver como ele se sente. Não está apto", explicou Amorim.

O Sporting-Rio Ave está agendado para sexta-feira, às 18h30, no Estádio de Alvalade. Encontro que terá relato em direto na antena da Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+