Tempo
|
A+ / A-

Vaticano

Papa solidário com as vítimas do sismo na Indonésia

15 jan, 2021 - 20:35 • Redação

Francisco exprime tristeza face à “trágica perda de vidas” e envia uma mensagem de “sincera solidariedade a todos os afetados” pelo terramoto.

A+ / A-

O Papa Francisco enviou esta sexta-feira uma mensagem de solidariedade às vítimas do sismo que atingiu a Indonésia esta quinta-feira.

Numa nota enviada a D. Piero Pioppo, núncio apostólico no país, Francisco exprime tristeza face à “trágica perda de vidas” e envia uma mensagem de “sincera solidariedade a todos os afetados” pelo terramoto.

O Papa reza, ainda, pelos mortos e feridos e deixa uma palavra de incentivo às autoridades civis e a todos os envolvidos “nos esforços contínuos de busca e resgate”.

O mais recente balanço feito pelas autoridades indonésias indica que, até agora, há 42 vítimas mortais confirmadas e que, nesta fase, as equipas de resgate continuam a procurar sobreviventes sob os escombros.

Dezenas de réplicas e perigo de tsunamis

Cerca de 15.000 pessoas fugiram das suas casas desde o sismo, segundo as autoridades indonésias, o que apresenta um risco agravado em tempos de pandemia.

Segundo a agência Reuters o sismo danificou mais de 300 casas e dois hotéis, para além de ter destruído totalmente um hospital e os escritórios do governador regional, onde as autoridades dizem estarem presas várias pessoas.

Ao sismo seguiram-se dezenas de réplicas, com as autoridades a avisar para o perigo de mais sismos e até de tsunamis.

A atividade sísmica provocou três deslizamentos de terras e cortou o fornecimento de eletricidade, para além de ter danificado pontes importantes. As chuvas fortes pioraram o cenário para quem procurava abrigo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+